Portugal: Lucro da Galp cai mais do que o previsto

(Foto: D.R.)
(Foto: D.R.)
(Foto: D.R.)

Acções da petrolífera são as únicas a desvalorizar no PSI 20.

A Galp Energia anunciou hoje ao mercado que o lucro do terceiro trimestre caiu 42% para 57 milhões de euros. Os analistas sondados pela agência Reuters antecipavam um resultado de 72 milhões neste período.

A Galp explicou a quebra com “o aumento das amortizações e provisões no negócio de Refinação & Distribuição”. Além disso, a petrolífera liderada por Ferreira de Oliveira constata uma “deterioração dos resultados financeiros, que desde o segundo trimestre de 2013 são impactados pela não capitalização dos juros relacionados com o projecto de conversão”.

Apesar da quebra do resultado líquido, o EBITDA (lucro antes de juros, impostos, depreciações e amortizações) manteve-se estável. Atingiu 312 milhões no terceiro trimestre, mais dois milhões que no mesmo período de 2012. A petrolífera explicou que o aumento de produção de extracção e produção e a mais robusta actividade de ‘trading’ de gás natural liquefeito ajudaram a compensar a descida da margem de refinação.

No trimestre, a empresa realizou um investimento de 253 milhões de euros. As actividades de exploração e produção absorveram 85% desse investimento, “para o que contribuíram as actividades de desenvolvimento no campo Lula, no Brasil”.

Já a dívida líquida aumentou de 419 milhões de euros em Setembro de 2012 para 1,3 mil milhões no final do terceiro trimestre deste ano. Em relação ao final de Junho, a dívida líquida aumentou 74 milhões de euros devido ao investimento em activo fixo e ao pagamento de um dividendo intercalar. O rácio da dívida sobre o EBITDA ficou nas 1,2 vezes.

Estes resultados levaram a que o lucro nos primeiros nove meses do ano atingisse 218 milhões de euros, uma descida de 21% face ao registado no mesmo período de 2012.
Os títulos da Galp seguem a desvalorizar 1,12% para 12,36 euros. É a única acção do PSI 20 a descer na sessão. (economico.pt)

Por Rui Barroso

DEIXE UMA RESPOSTA