Parlamento: Problema dos transportes para a ilha Brava em destaque durante o período Antes da Ordem do Dia

Ilha Brava - Porto da Furna (DR)
Ilha Brava - Porto da Furna  (DR)
Ilha Brava – Porto da Furna (DR)

O problema dos transportes para a ilha Brava mereceu, hoje, a atenção dos deputados, durante o período Antes da Ordem do Dia.

O assunto foi introduzido pelo deputado do Movimento para a Democracia, David Gomes, que reclamou uma alternativa à via marítima. Da bancada do PAICV Clóvis Silva, e da UCID António Monteiro propôs o equacionamento de hidroaviões para a ilha.

O deputado do MpD começou por louvar a iniciativa do Ministério da Cultura de elevar Nova Cintra a Património nacional e de a promover à primeira capital nacional da Cultura durante as comemorações do Dia Nacional da Cultura. Um facto com o qual muitos outros deputados da duas bancadas se regozijaram.

Mas a ilha das flores precisa ver resolvido o problema dos transportes aéreos, lembrou David Gomes, que apela à recolocação na agenda do governo do estudo relativo ao aeródromo desactivado.

MCSA

David Gomes também denuncia uma subida de mais de 100 porcento no transporte de mercadorias pela Fast Ferry, com prejuízos para o consumidor final que tem que pagar muito mais caro pelos produtos. Apela, por isso, ao governo a estar mais atento à situação, já que se trata de uma empresa subsidiada pelo Estado.

O deputado do PAICV Clovis Silva reconheceu que os transportes marítimos para a ilha Brava é caro, apesar da qualidade que conheceu nos últimos anos, mas discordou que haja falta de segurança, que está a ser garantido, segundo ele, pelos 18 agentes na ilha.

Relativamente à Brava, outros problemas ainda saltam à vista, realçou o deputado David Gomes, dos quais realça o desemprego, havendo famílias com dificuldades de garantir refeições diárias aos filhos, e a insegurança, muito por falta, segundo ele, de agentes e de condições logísticas locais da Polícia Nacional para o combate ao crime e reclusão dos detidos.

Os deputados também felicitaram, hoje, o ministério da Saúde pela campanha de vacinação levada a cabo e que, sem dúvidas, vai contribuir para a redução da taxa de mortalidade infantil e a melhoria dos indicadores de saúde no país.
Sobre esta matéria o deputado Arlindo do Rosário pediu que o empenho seja também canalizado em outros domínios da saúde, pois a mortalidade infantil continua a ser uma preocupação no país. (rtc.cv)

DEIXE UMA RESPOSTA