Obama desconhecia espionagem a Merkel, garante diretor da NSA

O presidente americano, Barack Obama, e a chanceler alemã, Angela Merkel, jantam em Downing Street, em Londres (POOL/AFP/Arquivos, Christopher Furlong)
O presidente americano, Barack Obama, e a chanceler alemã, Angela Merkel, jantam em Downing Street, em Londres (POOL/AFP/Arquivos, Christopher Furlong)
O presidente americano, Barack Obama, e a chanceler alemã, Angela Merkel, jantam em Downing Street, em Londres (POOL/AFP/Arquivos, Christopher Furlong)

A Agência de Segurança Nacional americana (NSA, na sigla em inglês), encarregada de interceptar comunicações electrónicas, garantiu neste domingo que em nenhum momento o presidente dos EUA, Barack Obama, foi informado da eventual espionagem à chanceler alemã, Angela Merkel, desmentindo as informações da mídia alemã.

O director da NSA, general Keith Alexander, “não falou com o presidente Obama em 2010 sobre uma suposta operação de inteligência que envolveria a chanceler Merkel e nunca falou de qualquer operação que a envolvesse. As versões da imprensa que asseguram o contrário não são correctas”, afirma um porta-voz dessa agência em nota à AFP.

Citando fontes dos serviços americanos de Inteligência, o jornal alemão “Bild am Sonntag” divulgou que Alexander havia informado Obama sobre uma operação de grampo telefónica a Angela Merkel desde 2010.

“Obama não pôs um fim a essa operação. Pelo contrário, ele a deixou continuar”, disse um alto funcionário da NSA, citado pelo jornal alemão.

No início desta semana, a Casa Branca garantiu que não grava os telefonemas de Merkel e que não o fará no futuro, mas não especificou se já havia espionado Merkel no passado. (afp.com)

 

DEIXE UMA RESPOSTA