Novo bispo das Forças Armadas garante que não será um “líder sindical”

D. Manuel Linda (Foto: ecclesia.pt)
D. Manuel Linda (Foto: ecclesia.pt)
D. Manuel Linda (Foto: ecclesia.pt)

Segundo Manuel Linda, a sua ação será no sentido de “incutir relações de boa camaradagem, valores humanos”

O novo bispo das Forças Armadas e de Segurança garantiu que não vai “abençoar armas”, que não será um “líder sindical” e que pugnará por “incutir” valores humanos através da “motivação da harmonia” e estímulo à “boa camaradagem”.

Manuel Linda, em declarações à agência Lusa, após ter conhecimento da nomeação de Ordinário Castrense para Portugal, apontou que as forças de segurança são “soluções de paz” e que “só assim” podem ser encaradas pela Igreja Católica.

O até agora bispo auxiliar de Braga foi o escolhido pelo Papa Francisco, a quem agradece a “prova de confiança” para substituir Januário Torgal Ferreira, que pediu a resignação por ter atingido o limite de idade.

“Um homem da Igreja só pode encarar as forças de segurança como forças de paz. Não vou abençoar armas nem guerras”, prometeu Manuel Linda, que reconheceu a necessidade de algum tipo de intervenções militar.

“Infelizmente, o mundo não atingiu ainda um estado civilizacional que dispense forças não de guerra, mas de paz”, lamentou.

O novo bispo das Forças Armadas e de Segurança afirmou que pugnará pela “proximidade” na relação com os homens e mulheres que liderará espiritualmente, mas que não terá uma voz política.

“Nunca serei um líder sindical. Não será esse o meu papel nem será isso que estas forças precisam de ter e esperam de um bispo”, assegurou.

Segundo Manuel Linda, a sua ação será no sentido de “incutir relações de boa camaradagem, valores humanos”.

No início do seu ministério presbiteral, Manuel Linda teve contacto com a vida militar ao exercer o cargo de capelão militar em Vila Real.

“Eram outros tempos, outras necessidades. As circunstâncias também nos fazem quem somos e vou ter que conhecer as Forças deste tempo, monitorizar os homens e as mulheres que as formam”, disse.

Manuel Linda tem 57 anos, é natural de Lamego, e era desde 2009 Bispo auxiliar de Braga.

Licenciado em Teologia no Porto (Universidade Católica) e em Teologia Moral na Academia Alfonsiana de Roma, Manuel Linda é ainda doutorado pela Universidade Comillas, de Madrid. (ionline.pt/Lusa)

DEIXE UMA RESPOSTA