Ministra do Comércio anuncia arranque do projecto de compra dos produtos agrícolas

Rosa Pacavira, ministra do Comércio (Foto: ANGOP)
Rosa Pacavira, ministra do Comércio (Foto: ANGOP)
Rosa Pacavira, ministra do Comércio (Foto: ANGOP)

O projecto de compra dos produtos agrícolas dos camponeses arranca a nível nacional a partir do dia 5 de Novembro, com a entrada em funcionamento dos centros logísticos de média dimensão, a serem inaugurados no mesmo dia, nas províncias de Luanda, Huambo, Bié, Kwanza Sul e Benguela.

O anúncio é da ministra do Comércio, Rosa Pacavira, em declarações na segunda-feira à imprensa, durante uma visita de trabalho à província do Huambo, com o objectivo de constatar as condições de implementação do mercado rural e identificar as zonas centrais para a recolha de produtos agrícolas para a sua escoação aos principais centros comerciais.

A volta destes, disse, serão construídos mercados rurais e agências bancárias móveis do BPC, uma modalidade nova que vai possibilitar aos camponeses venderem os seus produtos facilmente.

Os camponeses trarão os seus produtos, serão balanceados, vendidos e receberão os valores equivalentes as suas mercadorias a partir das agências bancárias de forma directa, sem intermediários, esclareceu.

Rosa Pacavira referiu que o programa visa essencialmente o combate à pobreza no seio dos camponeses, o aumento da sua produção, o rendimento familiar e impulsionar o desenvolvimento da agricultura, como factor chave para o crescimento económico do país.

Detalhou que os produtos a serem comprados num destes mercados rurais terão vários destinos a nível nacional e internacional, no âmbito do programa da diversidade da economia angolana.

No Huambo, a ministra do Comércio visitou o Centro Logístico e o armazém comunitário das cooperativas agrícolas de Yandalongue, Chicanda, Quipeio, Chianga e Cahenjengo-Londundo, situados na comuna da Calenga, município a Caála, a 33 quilómetros a oeste da cidade

A actividade estendeu-se ao município do Chinguar, província do Bié. (portalangop.co.ao)

DEIXE UMA RESPOSTA