Ministério dos Transportes e MSC assinam acordo

Augusto Tomás, ministro dos Transportes, ao centro. (Foto: foto cedida)
Augusto Tomás, ministro dos Transportes, ao centro. (Foto: foto cedida)
Augusto Tomás, ministro dos Transportes, ao centro. (Foto: foto cedida)

Luanda – O Ministério dos Transportes de Angola e a MSC -Mediterraneam Shipping Company (operadora de transporte marítimo internacional) assinaram nesta quarta-feira, em Genebra (Suiça), um acordo no domínio marítimo e portuário, para o relançamento do transporte de mercadorias no país.

De acordo com uma nota do Ministério chegada hoje à Angop, pela parte angolana assinaram o acordo, testemunhado pelo ministro Augusto da Silva Tomás, o director-geral do Instituto Marítimo e Portuário de Angola (IMPA), Víctor de Carvalho e o presidente do Conselho de Administração da Sécil Marítima, Manuel Faria, enquanto pela MSC rubricou o seu vice-presidente, Diego Aponte.

O referido memorando define as linhas gerais para o rápido relançamento das actividades da Sécil Marítima, na sua intervenção no transporte de passageiros e mercadorias, enquanto empresa armadora angolana de bandeira

O Ministério dos Transportes tem como um dos objectivos na presente legislatura promover o relançamento das operações de transporte marítimo de mercadorias de bandeira angolana, de modo a assegurar a eficiência e capacidade da rede de transportes de carga de e para Angola.

A Sécil Marítima detém, ao abrigo do Decreto Presidencial Nº143/10, o direito de preferência no transporte marítimo para Angola de mercadorias adquiridas ou financiadas por entidades públicas angolanas, com recursos provenientes do Orçamento Geral do Estado.

No entanto, não opera actualmente quaisquer navios e não dispõe dos meios para o fazer no imediato, pelo que estabeleceu a parceria com a MSC, operador com os recursos necessários para dar cumprimento a sua missão, dado que detém capacidade tecnológica e know-how para o efeito.

A MSC, com sede em Genebra, foi fundada em 1970, e conta com pelo menos 55 mil trabalhadores, e representações em 162 países de todo o mundo, possui 470 navios, sendo o segundo maior armador internacional depois da MAERSK.

A comitiva do Ministério dos Transportes, chefiada pelo titular da pasta, Augusto da Silva Tomás, encontra-se desde terça-feira em Genebra, visando criar as bases para o estabelecimento da parceria estratégica para o relançamento da operação de transporte marítimo de mercadorias de bandeira angolana. (portalangop.co.ao)

DEIXE UMA RESPOSTA