Mauritânia: UFP boicota eleições legislativas e autárquicas

Mohamed Ould Maouloud, Presidente da UFP, posto em minoria no seu partido (Foto: D.R.)
Mohamed Ould Maouloud, Presidente da UFP, posto em minoria no seu partido (Foto: D.R.)
Mohamed Ould Maouloud, Presidente da UFP, posto em minoria no seu partido (Foto: D.R.)

Nouakchott, Mauritânia – A União das Forças de Progresso (UFP), um dos principais partidos da oposição mauritana, anunciou sexta-feira a sua decisão de boicotar as eleições legislativas e autárquicas previstas para 23 de novembro e 7 de dezembro próximos.

Esta decisão é o resultado de um voto, quinta-feira à noite, de sua mesa executiva nacional que decidiu, depois de vários dias marcados por sessões maratonas, com 31 votos a favor do boicote, seis votos contra e três abstenções.

A decisão da UFP justifica-se pelo “desejo de apenas participer nas eleições consensuais, democráticas e transparentes”.

No início da semana, o Comité Permanente do partido decidiu participar nas eleições legislativas e autárquicas, pondo assim em minoria o seu presidente Mohamed Ould Maouloud, principal negociador da Coordenação da Oposição Democrática (COD), uma coligação de 11 partidos.

O partido reitera “a posição comum da COD para uma reativação do diálogo suspenso com vista a encontrar um compromisso sobre uma governação eleitoral transparente e justa”.

As eleições legislativas e autárquicas na Mauritânia foram objeto de vários adiamentos desde novembro de 2011 devido a problemas ligados à reformulação do registo civil e à ausência de consenso político. (panapress.com)

DEIXE UMA RESPOSTA