Kwanza Norte: Nova centralidade de Ndalatando começa a ser erguida em 2014

Projecto visa redução da carência habitacional (ANGOP)

O arranque da construção das quatro mil habitações da nova centralidade de Ndalatando, capital do Kwanza Norte, está previsto para o primeiro trimestre de 2014.

Projecto visa redução da carência habitacional (ANGOP)
Projecto visa redução da carência habitacional (ANGOP)

A garantia foi dada hoje (sexta-feira) à imprensa pelo vogal da comissão executiva da Sonangol Imobiliária e Propriedade (SONIP), Orlando Veloso, no quadro de uma visita que efectuou à cidade de Ndalatando para a avaliação técnica do local onde deverão ser erguidas as habitações.

O responsácel avançou que a nova centralidade será construída na zona de Catome de Baixo, periferia de Ndalatando e vai comportar fogos habitacionais de tipologia T3 e outras infra-estruturas de apoio.

Orlando Veloso assegurou que uma equipa da SONIP encontra-se engajada na elaboração dos estudos técnicos.

“Estamos cá no sentido de juntamente com o governo provincial  implementarmos o programa de construção da centralidade de Ndalatando, onde procedemos os devidos levantamentos, que se encontram em fase avançada para o arranque das obras”, frisou.

O responsável referiu que a província do Kwanza Norte já fez um exercício acelerado em avançar com alguns dados que vão garantir maior celeridade no arranque das obras da futura centralidade a ser erguida num período de 20 meses.

O vogal da comissão executiva da Sonangol Imobiliária e Propriedade acrescentou terem sido efectivados os estudos técnicos necessários que vão garantir o arranque das obras a partir de 31 de Março de 2014.

Por seu turno, o vice-governador do Kwanza Norte para os serviços técnicos e infra-estruturas, Erlindo Lidador, disse que a nova centralidade será edificada num espaço de 400 hectares, que será acrescida por outros lotes a serem distribuídos para auto-construção dirigida.

Erlindo Lidador adiantou que para o arranque das obras estão a ser feitos trabalhos técnicos e administrativos preliminares, como verificação do terreno, levantamento topográfico, reconfirmação do projecto e outras acções ligadas ao programa.

Localizada a 190 quilómetros de Luanda (capital de Angola), a província do Kwanza Norte conta com uma extensão territorial de 24 mil 110 quilómetros quadros e uma população estimada em cerca de 500 mil habitantes distribuídos por dez municípios. (portalangop.co.ao)

DEIXE UMA RESPOSTA