Hoje é Dia Mundial dos Correios

O uso das novas Tecnologias (Internet e telefones celulares) têm contribuído para a redução dos serviços dos correios (ANGOP)
O uso das novas Tecnologias (Internet e telefones celulares) têm contribuído para a redução dos serviços dos correios (ANGOP)
O uso das novas Tecnologias (Internet e telefones celulares) têm contribuído para a redução dos serviços dos correios (ANGOP)

Assinala-se hoje, 09 de Outubro, o Dia Mundial dos Correios, data em que foi fundada a União Postal Universal (UPU), entidade que congrega correios de 191 países, e da assinatura do Tratado de Berna, em 1874.

Criada em Berna, Suíça, a UPU tem como missão integrar mundialmente os serviços postais e facilitar a comunicação entre os países associados, sem interferir nas políticas de cada Estado-membro.

A data é actualmente comemorada por vários países do Mundo porque os correios continuam a ter um papel muito importante na história das comunicações.

Os pioneiros da comunicação postal foram os chineses, mas os primeiros despachos por via aérea talvez tenham sido feitos pelos cretenses e fenícios, usando pombos e andorinhas.

O receio de que a correspondência fosse violada levou as pessoas a procurarem métodos secretos de comunicação.

Conta-se que, na Pérsia, um senhor rapou o cabelo do seu escravo, escreveu a mensagem sobre o couro cabeludo, esperou que o cabelo crescesse e despachou-o para o destinatário. Este só precisou de uma tesoura para ter acesso ao texto secreto.

Antigamente não era fácil ser “carteiro”, porque mesmo as maiores distâncias eram percorridas a pé e havia muitos salteadores. Por isso, só as pessoas importantes, como os reis, tinham mensageiros ao seu serviço.

Em Angola, o ministério das Telecomunicações e Tecnologias de Informação está a desenvolver um Plano Director dos Serviços Postais que define, em linhas gerais, a estratégia para o Sector

O Plano Director tem como visão estratégica a ”prestação do serviço postal universal em todo o território nacional com preço e qualidade aceitáveis” e a “recuperação da rede dos serviços postais”.

A oferta de produtos e serviços está a ser desenvolvida de modo a corresponder às crescentes e exigentes necessidades dos clientes, tanto na área da correspondência empresarial, tanto nos serviços expresso e serviços logísticos, em geral.

Todo este conjunto de serviços está disponível nas estações dos Correios de Angola,  através de uma rede de balcões em modernização e cada vez mais alargada, em Luanda e restantes capitais de províncias.

Sobre o uso dos serviços de Internet (e-mail) das estações de correios, o serviço já está a ser implementado em algumas estações.

O uso das novas Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) como a Internet e telefones celulares têm contribuído para a redução dos serviços dos correios.

Os serviços de correios perderam alguma aderência dos clientes, alegadamente devido a existência de outros meios mais rápidos de correspondência.

A empresa de Correios de Angola é uma instituição centenária no país, com um longo historial e presença marcante junto das populações que tem servido.

Com a separação das actividades de correios e de telecomunicações, foi criada, em 1980, a empresa Nacional de Correios e Telégrafos de Angola, EP (Correios de Angola), sob tutela do Ministério das Telecomunicações e Tecnologias de Informação e da Direcção Nacional dos Correios. (portalangop.co.ao)

DEIXE UMA RESPOSTA