Funcionários da Ghassist recebem formação contínua para melhor assistirem passageiros

Passageiros (Foto: Clemente dos Santos)

Os funcionários da Ghassist, única empresa de “handling” a operar no Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro, em Luanda, recebem anualmente formação de refrescamento para atender as necessidades das companhias áreas, mormente no que toca à assistência a passageiros com dificuldades de mobilidade.

Passageiros (Foto: Clemente dos Santos)
Passageiros (Foto: Clemente dos Santos)

Essa informação avançada hoje, domingo, à Angop, pelo director de marketing da  referida empresa, Diogo Pontes, quando falava sobre a assistência específica a passageiros com dificuldades  de mobilidade (doentes, idosos e com deficiência física).

Segundo o responsável, as acções de refrescamento têm sido realizadas na capital do país (interior do aeroporto), orientadas por especialistas angolanos devidamente certificados para o efeito.

“ Todos os trabalhadores têm de passar obrigatoriamente pela formação, onde sensibilizamos as pessoas a humanizarem os nossos serviços e a operarem os meios técnicos, o que leva a que muitas vezes nos vimos obrigados a recorrer temporariamente a colaboradores provenientes de Portugal e do Brasil”, realçou.

Explicou que a Ghassist tem disponíveis cadeiras de rodas que permitem locomover  passageiros a partir da zona de check in até à porta do embarque, e posteriormente serem colocados num carro especial, facilitando o embarque do mesmo no interior do avião.

Entre os vários serviços prestados destaca-se igualmente o ckeck in, load control, assistência de crianças não acompanhadas, manuseamento de bagagem, carga e correio, limpeza do interior de aeronaves, abastecimento de água potável, serviços de descarga de toilete e provisão de equipamentos de assistência na rampa.

A Ghassist, empresa provedora dos serviços de assistência às aeronaves nos aeroportos geridos pela ENANA, presta actualmente serviço à Taag e a 18 outras companhias aéreas nacionais e estrangeiras que operam em Angola, para além dos voos especiais e alugados.

A mesma foi formada em 1996, embora tenham tomado dimensão efectiva de operadora desses serviços apenas a um de e Julho de 1997.

A empresa de carácter privado tem cerca de 700 trabalhadores e opera nos aeroportos de Luanda, Cabinda, Ondjiva (Cunene) e Lubango (Huíla). Antes da sua criação, tais serviços eram prestados apenas pela TAAG. (portalangop.co.ao)

DEIXE UMA RESPOSTA