Francisco Assis: “Se o PS for chamado” a assinar um segundo resgate “deve participar”

(Sérgio Lemos/Correio da Manhã)
Francisco Assis defende que o Partido Socialista, uma vez que é um partido “com responsabilidades institucionais” deve “participar” num eventual segundo resgate. Contudo, deve fazê-lo de uma forma responsável, não aceitando qualquer coisa.
(Sérgio Lemos/Correio da Manhã)
(Sérgio Lemos/Correio da Manhã)

“Se o Partido Socialista for chamado” a participar num segundo resgate financeiro “deve participar”, até porque “o PS é um partido com responsabilidades institucionais”, defende Francisco Assis numa entrevista à Antena 1.

Contudo, os socialistas não podem assinar de cruz. “Não se pode pedir ao PS que aceite qualquer coisa”, acrescentou.

Francisco Assis defende ainda que “o PS precisa de profundas alterações”, salientando que não desistiu de “lutar por uma ideia” que tem defendido e que passa por “iniciar um novo processo de escolha dos candidatos às autárquicas”, passando este a estar aberto à sociedade. (jornaldenegocios.pt)

DEIXE UMA RESPOSTA