Feira dos municípios e cidades inicia quinta-feira em Luanda

(Foto: Stephane De Sakutin/AFP/Getty Images)
(Foto: Stephane De Sakutin/AFP/Getty Images)
(Foto: Stephane De Sakutin/AFP/Getty Images)

A primeira Feira dos Municípios e Cidades de Angola, promovida pelo Ministério da Administração do Território (MAT), inicia na próxima quinta-feira, 3, nas instalações da Feira Internacional de Luanda (FIL).

O certame, que vai transcorrer até 6 deste mês, visa apresentar as potencialidades económicas, sociais, culturais, turísticas e os serviços sociais prestados aos cidadãos, bem como a divulgação dos recursos naturais e humanos disponíveis.

Sob o lema “A vida faz-se nos municípios”, a exposição servirá de atracção de empresários e potenciais investidores a partir do conhecimento de que passarão a ter das oportunidades de negócios e capacidades locais, visando o crescimento económico e social do país.

“Este aspecto resultará num impacto económico e administrativo significativo, levando a que os municípios se tornem cada vez mais competitivos, rumo à promoção do desenvolvimento económico local”, disse uma fonte afecta ao MAT.

Por outro lado, acrescentou que o evento servirá de veículo multiplicador de boas práticas que fomentam a igualdade no género e a participação das mulheres nos processos decisórios e de desenvolvimento local.

A ser realizada bienalmente, a feira responde a uma decisão conjunta da Commonwealth Local Government  Fórum, Conferência Africana da Descentralização e Desenvolvimento Local, e União das Cidades e Governos Locais de África, organizações da qual Angola faz parte.

Em princípio, o certame deveria decorrer em Agosto último, para coincidir com o “10 de Agosto – Dia Africano da Descentralização e Desenvolvimento Local”, mas por razões técnicas não foi possível realiza-la naquela data, precisou a mesma fonte.

O certame vai efectuar-se em simultâneo com o I Fórum Nacional dos Municípios e Cidades de Angola, que se consubstanciará num ciclo de conferências dedicadas ao diálogo e debate entre o Executivo e os órgãos da administração local do Estado, académicos e demais interessados.

O encontro visará a partilha de conhecimentos científicos sobre os projectos existentes em termos de reforma de governação local, não só em Angola mas também em África, sendo que os temas seleccionados serão dissertados  por especialistas nacionais e internacionais convidados para o efeito.

Participam no fórum, deputados à Assembleia Nacional, membros do Executivo, governadores provinciais, administradores municipais, entidades eclesiásticas, organizações não-governamentais, estudantes e sociedade civil. (portalangop.co.ao)

DEIXE UMA RESPOSTA