Estudantes de Luanda em operação stop de prevenção rodoviária

Acidente rodoviário (Foto: ANGOP)
Acidente rodoviário (Foto: ANGOP)
Acidente rodoviário (Foto: ANGOP)

Estudantes de escolas do primeiro ciclo de escolas dos sete municípios de Luanda participaram hoje, sexta-feira, numa operação stop de sensibilização contra a sinistralidade rodoviária dirigida a automobilistas e peões, denominada “ uma vez polícia”.

A campanha esteve enquadrada no programa “ Polícia Aberta” promovido pelo Comando Provincial da corporação, no âmbito das acções de policiamento de proximidade.

Os petizes com idades entre os 12 e 16 anos, acompanhados por agentes da Polícia de Trânsito montaram posto nas principais estradas de cada município, interpelando os automobilistas, solicitando a carta de condução, bilhete de identidade, título do registo de propriedade e verbete.

Depois de verificar a legalidade da documentação, os condutores recebiam conselhos úteis, sobretudo para respeitar o código de estrada, evitar a condução em estado de embriaguez, bem como do estado técnico das viaturas.

Já os peões foram orientados como devem atravessar as estradas, em locais devidamente sinalizados (passadeiras) e o uso das passagens aéreas, uma vez que os atropelamentos têm sido as principais causas de mortes nos acidentes rodoviários na cidade capital.

Em declarações à Angop, automobilistas e peões ficaram comovidos e sensibilizados com a actuação dos estudantes, pelo facto de serem menores de idade a velarem pela prudência na condução e travessia de vias.

O porta-voz em exercício do Comando Provincial da corporação, inspector chefe Mateus Rodrigues, disse que as crianças participaram na operação stop para chamar a atenção dos utentes das estradas, uma vez que fazem parte do grupo de risco a par dos idosos.

Considerou preocupante a situação rodoviária na capital do país, onde os acidentes de viação são caracterizados por choques entre veículos e motociclos e atropelamentos, com uma média de 10 acidentes com quatro a cinco mortos por dia. (portalangop.co.ao)

DEIXE UMA RESPOSTA