Espanha: Taxa de desemprego baixa para 25,98%

(Foto: Reuters)
(Foto: Reuters)
(Foto: Reuters)

Emprego temporário do Verão justifica quebra do número de desempregados, em Espanha, no terceiro trimestre deste ano.

O número de desempregados baixou em 72.800 pessoas, segundo os dados citados pelo “El País”, para um total de 5,9 milhões de desempregados. Esta evolução levou a taxa de desemprego a cair quase três décimas para 25,98%, no terceiro trimestre.

Já o emprego aumentou em 39.500 pessoas, no mesmo período. Esta recuperação dos dados do mercado de trabalho estão relacionadas com o sector do turismo e o aumento dos contratos de trabalho temporário neste sector.

Esta é a segunda queda trimestral consecutiva do desemprego. Contudo, os dados corrigidos do efeito da sazonalidade, teriam verificado um aumento do desemprego e uma queda do emprego, pelo vigésimo segundo trimestre consecutivo.

Economia espanhola volta a crescer no terceiro trimestre do ano

Dados avançados esta quarta-feira pelo Banco de Espanha indicam que o país pode ter saído sa recessão no terceiro trimestre do ano. O produto interno bruto espanhol deverá ter crescido 0,1% entre Julho e Setembro, quando comparado com o trimestre anterior, devido ao crescimento da procura externa. A procura interna manteve a tendência negativa do segundo trimestre, ao recuar 0,3%.

Os dados finais, referentes ao terceiro trimestre do ano, serão divulgados na próxima semana pelo instituto de estatística espanhol.

Os números avançado esta quarta-feira pelo Banco de Espanha estão em linha com as previsões do Executivo de Mariano Rajoy. No início de Setembro, o Governo esperava já que a economia saisse da recessão no terceiro trimestre de 2013 com um crescimento de 0,2%.

Mais recentemente, a 18 de Outubro, o Governo melhorou as previsões económicas para 2014, 2015 e 2016. O Ministério da Economia antecipa um crescimento de 0,7% em 2014, 1,2% em 2015 (as previsões anteriores, datadas de Abril, apontavam para um crescimento de 0,9%) e 1,7% em 2016 (as previsões anteriores apontavam para um crescimento de 1,3%).

“Durante o terceiro trimestre de 2013, a economia espanhola prolongou a melhoria gradual que vinha a registar desde o início do ano” devido a um “certo alívio” nas tensões financeiras e a uma melhoria na confiança, refere o relatório do Banco de Espanha, citado pelo “El País”.

O jornal espanhol recorda que a economia viveu duas recessões económicas desde meados de 2008. Neste período, o valor dos bens e serviços produzidos em Espanha caiu 7,5%. Desde meados de 2007, a economia espanhola perdeu 3,7 milhões de postos de trabalho. (jornaldenegocios.pt)

DEIXE UMA RESPOSTA