Espanha sai da recessão

(DR)
(DR)
(DR)

A Espanha saiu de ano e meio de recessão no terceiro trimestre. Os dados do Instituto espanhol de Estatística confirmam os recentes números do Banco de Espanha.

O PIB da quarta economia da zona euro cresceu 0,1%, mas, em termos anuais, a contração é de 1,2%. A retoma deve-se às exportações, já que a procura interna continua a ser penalizada pelas medidas de austeridade e o elevado desemprego.

O crescimento no terceiro trimestre é demasiado fraco para resolver os problemas do país. O desemprego está nos 25,9% e o fraco consumo está a arrastar a inflação para terreno negativo, pela primeira vez em quatro anos.

Christian Schulz, economista no Berenberg Bank, recorda que a retoma deve-se às exportações. E acrescenta: “O consumo interno está a estabilizar, o que é bom, e as exportações estão a crescer há um certo tempo. No final, a economia está a sair da recessão. A próxima etapa é o regresso do investimento a Espanha”.

No terceiro trimestre, o desemprego recuou em Espanha, ficando abaixo dos 26%. Mesmo assim trata-se da segunda taxa de desemprego mais elevada da zona euro. Pior só a Grécia.

A isto junta-se um corte nos salários e fortes medidas de austeridade. Os preços das casas são ainda 30% inferiores aos valores antes da explosão da bolha imobiliária.

Desde 2008 Espanha viveu duas recessões. A que terminou agora, pelo menos em termos técnicos, foi a mais longa da democracia espanhola. (euronews.com)

DEIXE UMA RESPOSTA