Egito comemora 6 de Outubro

(EURONEWS)
(EURONEWS)
(EURONEWS)

Dezenas de veículos militares ocuparam este domingo a praça Tharir no Cairo em preparação para as comemorações do 6 de Outubro.

A data assinala os 40 anos da guerra contra Israel.

Grupos pró-exército e apoiantes do general Abdul Fattah El Sisi afirmam que pretendem celebrar na praça icónica, desejo partilhado com os apoiantes da Irmandade Muçulmana e do presidente deposto Mohammed Morsi.

As autoridades afirmam que estão preparadas para a eventualidade de violência. Na sexta-feira, quatro egípcios morreram no Cairo em resultado de confrontos entre apoiantes de Morsi e forças da ordem.

Símbolo de unidade nacional no passado, a data assinalada este domingo veio revelar profundas divisões no seio da sociedade egípcia abalada nos últimos meses pelos acontecimentos que levaram à deposição do presidente Mohammed Morsi, figura de proa do partido islâmico Irmandade Muçulmana.

A data de 6 de outubro de 1973 marca um acontecimento histórico para o Egito. Foi então que forças egípcias lideradas por Hosni Mubarak atacaram as forças israelitas que na altura ocupavam a península de Sinai.

O 6 de outubro acabaria por levar às negociações de Camp David e à devolução da Península de Sinai ao Egito. (euronews.com)

DEIXE UMA RESPOSTA