Egipto: Apoiantes de Morsi mantêm a pressão com nova estratégia

(EURONEWS)
(EURONEWS)
(EURONEWS)

O chefe de Estado egípcio deposto vai começar a ser julgado em novembro.

Mohamed Morsi é acusado de incitar à violência e à morte de opositores do regime em dezembro de 2012.

Nas ruas, os apoiantes do presidente deposto mantêm a pressão com uma nova estratégia assente em grupos mais pequenos capazes de atuar em diferentes pontos do Cairo.

Enquanto uns geram o caos no tráfego automóvel, outros tentam sensibilizar os estudantes em escolas e universidades.

A facilidade de dispersão é uma das mais-valias da nova estratégia que dificulta, ao mesmo tempo, a atuação das forças da ordem.

“Um dos grandes objetivos é confundir as forças da ordem e demonstrar que não são capazes de controlar este tipo de protestos. Estas ações são cada vez mais frequentes e o número de manifestantes não para de aumentar nas ruas e nas universidades do Cairo” explica a analista Gehan Lotfy.

Acima de tudo, a nova estratégia protege todos aqueles que continuam a exigir o regresso ao poder do primeiro Presidente eleito democraticamente desde a queda de Hosni Mubarak.

Euronews: “Os apoiantes de Morsi adotaram novas formas de expressão face à atual situação do país. No entanto, e no que toca à legitimidade do novo governo, a reivindicação mantém-se.” (euronews.com)

DEIXE UMA RESPOSTA