Duelo renhido na meia-final

(Fotografia: M. Machangongo)
(Fotografia: M. Machangongo)
(Fotografia: M. Machangongo)

Petro de Luanda e Progresso do Sambizanga defrontam-se, hoje às 18h00, no Pavilhão Anexo da Cidadela Desportiva, no principal jogo das meias-finais do Campeonato Nacional Sénior Mas­culino de Voleibol, com favoritismo repartido.

Petrolíferos e sambilas voltam a cruzar-se, depois do Progresso ter ganho na fase regular, por três “sets” a dois, num jogo em que os comandados de Alberto Pascoal venceram nos detalhes.
Apesar de não haver dois jogos iguais, a equipa de Chiquinho Boa pretende inverter o quadro, pois considera que a derrota de há cinco dias foi um mero acidente de percurso, prometendo um Petro de Luanda a jogar ao melhor nível. Alberto Pascoal, timoneiro do Progresso do Sambizanga, espera contrariar ao máximo os propósitos dos vice-campeões nacionais. Antevê-se uma partida renhida, com as duas equipas a jogarem para um lugar na final. Chiquinho Boa, treinador do Petro de Luanda, realça o espírito que norteia a equipa para o segundo jogo com o Progresso do Sambizanga. “ Conversámos com os jogadores sobre a importância do jogo. Não podemos perder duas vezes com o mesmo adversário. Penso que temos a equipa em condições, para confirmar a passagem à final”, garantiu.
Do lado do Progresso do Sambizanga, o técnico Alberto Pascoal prometeu uma equipa aguerrida, jogando com os erros dos adversários para vencer o encontro.” O grupo está motivado. Queremos estar pela primeira vez numa final do campeonato nacional”, realçou.
Petro de Luanda e Progresso do Sambizanga disputam a quinta semi-final, com vantagem dos tricolores. A anteceder ao jogo entre petrolíferos e sambilas, o 1º de Agosto mede forças com o Bangú FC, às 16h00. Os “militares” têm desafio aparentemente acessível, já que a equipa do Bairro Operário não tem arcaboiço suficiente para ombrear de igual para igual com os detentores do título. A equipa de Zé Maria é favorita a passar à final.
O treinador do 1º de Agosto diz que a equipa está obrigada a ganhar, para estar na final e procurar revalidar o troféu. “Não temos outra hipótese que não seja esta. Trabalhámos sempre com este espírito”, assegurou.
Narciso Bernardo, técnico do Bangú FC, reconheceu as dificuldades que vai encontrar na partida frente à equipa do Rio Seco. “Nunca nos passou pela cabeça enfrentar o campeão nacional, nas meias-finais. Vamos jogar com os trunfos que temos”, prometeu.
Em femininos, 1º de Agosto e Petro de Luanda disputam amanhã, às 17h30, a final à melhor de três. A formação militar está na posse do título nas duas categorias. (jornaldeangola.com)

Por António de Brito

DEIXE UMA RESPOSTA