DNIAP investiga agressões a manifestantes

(Foto: VOA)
(Foto: VOA)
(Foto: VOA)

Queixa foi apresentada contra entidades civis e policiais.

Numa decisão que muitos consideram de surpreendente a Direcção Nacional de Investigação e Acção Penal de Angola está a investigar agressões contra manifestantes na sequência de uma queixa no passado mês de Maio.

A queixa foi feita contra dirigentes angolanos e agentes da Polícia Nacional.

Fotos e vídeos fazem parte de um conjunto de provas remetidas em 30 de Maio deste ano à Direcção Nacional de Investigação e Acção Penal pelos manifestantes.

O Governador de Luanda, Bento Bento, o Comandante Provincial da polícia e vários elementos da ordem são os visados no processo.

Segundo Mbanza Hanza, um dos queixosos, os contestatários não têm muito a deporem na investigação pelo facto de terem entregue elementos de provas suficientes.

“Nós entregamos vídeos e fotos com muita substâncias de provas e por isso não há muito para depormos,” disse.

Questionado sobre a confiança que tem  em que as investigações serão feitas a sério Mbanza Hanza afirma que a Direcção Nacional de Investigação e Acção Penal deve fazer justiça porque caso contrário só estará a demonstrar que Angola vive num regime de autêntica ditadura.

Na Quarta-feira as autoridades ouviram um dos queixosos, Makia Kuvula. (voaportugues.com)

Por Coque Mukuta

 

DEIXE UMA RESPOSTA