Desfile de trajos nigerianos marca festividades do dia nacional da Nigéria

Josephine Ljie Estilista nigeriana (ANGOP)

Um desfile de trajos nigerianos marcou hoje (quinta-feira), em Luanda, as festividades do 53º aniversário da independência daquele país da África Ocidental, cuja recepção oficial foi assistida por membros corpo diplomático acreditado em Angola e convidados angolanos que afluíram à residência do embaixador da Nigéria em Angola.

Josephine Ljie Estilista nigeriana (ANGOP)
Josephine Ljie Estilista nigeriana (ANGOP)

Na sessão foram exibidas, por modelos angolanos, bubus e outras peças de indumentária tradicional, da autoria da estilista nigeriana Josephine Ljie que se deslocou precisamente em Angola para saudar o aniversário do seu país.
Para além de brindar a efeméride e apresentar a sua obra aos convidados, a nigeriana augura também explorar o mercado angolano por serem angolanos os maiores clientes da sua Boutique em Lusaka, Zâmbia.
Entrevistado pela Angop à margem do “show”, Josephine Ljie, disse que está na área da moda há mais de 15 anos e é a primeira vez que se desloca em Angola, curiosa por explorar o mercado por constatar que os angolanos também gostam da moda tradicional africana.
“Este facto encoraja-me a explorar o mercado porque quando viajo para a Zâmbia, RD Congo e outros países africanos constato de ter entre os clientes mais aficionados angolanos, por isso, vim à fonte para beber a água”, disse.
Informou que o trajo mais barato que exibiu custa 40 dólares (cerca de quatro mil Kwanzas) e o mais caro está tabelado em cento e cinquenta dólares.
Entretanto, o embaixador da Nigéria em Angola, Otumba Folorunso Olukoyode Otukoya, fez um balanço positivo dos 53 anos da sua independência que colocam hoje o seu país na segunda maior economia da África subsahariana com um PIB avaliado em 262,6 biliões de dólares americanos atras da África do Sul com 384,3 bilhões USD (1 USD equivale a a Kz 100.00).
Acrescentou que para além deste avanço, o país está a viver  a segunda etapa da experiência democrática, iniciada em 1993, depois de um período conturbado de golpes de Estado”, frisou.
No plano externo, o embaixador frisou que o seu país tem contribuído para a preservação da paz mundial quer na sub-região da Comunidade Económica de Estados da África do Oeste (CEDEAO), onde está inserida, quer em África e noutras partes do mundo.
Oficialmente o país é designado por República Federal da Nigéria, sendo um Estado constitucional federal com 36 Estados e um Território da capital Federal, Abuja. Alcançou a sua independência da Inglaterra a 1 de Outubro de 1960, após de cem anos da dominação britânica.
A Nigéria está localizado na África Ocidental e partilha fronteiras terrestres com Benin a oeste, Tchad e Camarões a leste e Níger a norte.
É o país mais populoso da África e o oitavo do mundo, com uma população de mais de 148 milhões de habitantes, tendo como três maiores e mais influentes grupos étnicos os hauçás, Igbos e Iorubas. (portalangoip.co.ao)

 

DEIXE UMA RESPOSTA