Delegação da Plataforma África-Europa trabalha em Angola

(Foto: D.R.)
(Foto: D.R.)
(Foto: D.R.)

Luanda – Uma delegação da plataforma África – Europa, baseada em Haia, encontra-se em Angola desde segunda-feira para apresentação do Projecto de desenvolvimento da Plataforma Africana radicada na Europa.

De acordo com uma nota de imprensa do Ministério das Relações Exteriores  a que a Angop teve hoje, terça-feira, acesso, a delegação durante a sua estadia no país tem agendado um encontro de cortesia com o ministro das Relações  Exteriores, Georges Chikoti, para apresentação do projecto African  Diaspora  Plataform for developemente ( EADPD)  e enaltecer o papel activo de Angola desde a sua participação.

A participação de Angola no referido projecto, representada pelo Instituto das comunidades angolanas no exterior e serviços consulares do Ministério das Relações Exteriores, registou-se aquando da realização dos fóruns da plataforma africana organizada em 2012, nas cidades de Paris e Frankfurt cujos  propósitos convergiram em larga medida, com a política deste sector, relativamente às questões de cooperação com organizações internacionais.

O projecto EADPD da Plataforma África – Europa será apresentado em cinco países africanos, que representam as diversas regiões do continente: Angola ( Sul de África), Camarões ( África Central) , Etiópia ( Leste de África), Marrocos ( Norte de África) e  Senegal ( Este  de África), é  financiado pela  União  Europeia e  é co-financiado por agências de desenvolvimento da Alemanha, Suiça , bem como pelo Ministério dos Negócios  Estrangeiros dos Países Baixos.

Este projecto foi criado em 2011, e tem como objectivo promover e dar a conhecer à opinião pública dos referidos governos, sobre a  contribuição da diáspora para  o engrandecimento do continente e identificar outras  iniciativas para o desenvolvimento de redes africanas destes países.

A delegação é chefiada por Albert Che Suh- Njwi, coordenador do Projecto e  integra ainda  António  Frank e João Raúl, representantes da Sociedade  Civil Angolana na Europa. (portalangop.co.ao)

DEIXE UMA RESPOSTA