Congo: Negociações entre Kinshasa e rebeldes do M23 foram suspensas

(Foto: D.R.)
(Foto: D.R.)
(Foto: D.R.)

As negociações entre o Governo da República Democrática do Congo (RDC) e os rebeldes do movimento 23 de março (M23), que decorrem em Campala (Uganda), foram suspensas, disseram hoje representantes das duas partes à agência France Presse.

“As negociações estão suspensas”, indicou à AFP o porta-voz do Governo congolês, Lambert Mende, enquanto Roger Lumbala, delegado do M23 em Campala, falou de um “bloqueio”, adiantando que os rebeldes estão prontos a retomar o diálogo, que decorre sob mediação do Uganda.

Mende explicou a suspensão com o facto de existir “desacordo sobre o alcance da amnistia” aos rebeldes, assim como sobre a sua “integração nas FARDC (Forças Armadas da RDC)”.

Segundo Lumbala, a equipa do Governo não aceitou que ele fosse o seu interlocutor na “comissão militar”, por considerar que tinha “insultado” o Presidente congolês, Joseph Kabila.

O M23, ativo desde maio de 2012 na província do Kivu do Norte, é formado por antigos rebeldes reintegrados no exército no quadro de um acordo de paz assinado em 2009, que se amotinaram por considerarem que este não tinha sido plenamente aplicado.

As negociações de paz recomeçaram em Campala no dia 10 de setembro, após uma interrupção de vários meses.

A ONU e os enviados especiais da comunidade internacional, em comunicado, exortaram hoje os dois lados a “darem mostras de contenção no terreno para permitir a conclusão do diálogo”. (noticiasaominuto.com)

DEIXE UMA RESPOSTA