Brasil pede fiscalização e Fifa adia venda de ingressos para Copa

Entradas para a Copa do Mundo 2014. mundialdefutbol2014.es (RFI)
Entradas para a Copa do Mundo 2014. mundialdefutbol2014.es (RFI)
Entradas para a Copa do Mundo 2014.
mundialdefutbol2014.es (RFI)

A Fifa adiou o sorteio e as vendas para ingressos para a Copa do Mundo 2014, depois que o governo brasileiro exigiu fiscalizar o sistema usado pela entidade máxima do futebol para distribuir os ingressos. Mais de seis milhões de entradas foram solicitadas na primeira fase de venda, mas a Fifa só pôde começar nesta terça-feira o sorteio daqueles que poderão ter o direito de comprar as entradas.

Isso porque um acordo entre a Caixa Econômica Federal e o governo brasileiro foi fechado na segunda-feira, exigindo a fiscalização do processo. O entendimento foi anunciado dois dias antes de o Procon entrar com uma ação coletiva contra a Fifa, exigindo esclarecimentos sobre como seria o sistema de sorteio de ingressos.

O Procon alegava de que os torcedores não foram informados de forma adequada de como se dará o processo de sorteio. Por conta desse atraso, a Fifa não poderá informar aos torcedores que solicitaram entradas se suas solicitações foram atendidas dentro da data estabelecida. O prazo para dar uma resposta é no dia 4 de novembro.

Agora o torcedor terá de esperar até o dia 10 de novembro para saber se foi sorteado. A Fifa também anunciou que a próxima fase de venda de ingressos, planejada para começar no dia 5 de novembro, foi adiada para o dia 11 de novembro. (rfi.fr)

Por Jamil Chade, de Genebra, na Suíça

DEIXE UMA RESPOSTA