Bengo: Resultado do processo de desarmamento da população civil satisfaz responsável

Foto: Arquivo/D.R.)
Foto: Arquivo/D.R.)
(Foto: Arquivo/D.R.)

Caxito – O coordenador provincial para o processo de desarmamento da população civil no Bengo, José Armando Campos Major, mostrou-se hoje, quinta-feira, em Caxito, satisfeito pelo trabalho que a comissão técnica tem desenvolvido na recolha de armas em posse ilegal dos cidadãos.

Segundo José Major, que presidia o acto provincial de encerramento da semana internacional do desarmamento da população civil,  a comissão técnica ainda tem muito trabalho por fazer nesta terceira fase do programa de recolha coerciva de armas.

Apelou os membros da comissão técnica a continuar a desenvolver actividade de sensibilização da população civil, de forma a proceder a entrega voluntária de armas de fogo que as possuem ilegalmente.

De acordo  com José Major, existe ainda muitos paióis com material bélico por se descobrir e recolher, uma vez que o Bengo é uma das províncias do país que sofreu bastante durante o conflito armado.

Defendeu a necessidade de se revitalizar a comissão técnica do processo de desarmamento da população civil, para se dar uma outra dinâmica.

José Armando Campos Major, que é o vice-governador provincial do Bengo para área técnica e infra-estruturas, sublinhou que a tarefa do desarmamento não depende somente da Polícia Nacional, mas de toda a sociedade civil para o êxito do programa.

Durante os últimos cinco anos de implementação do programa de acção do governo sobre o desarmamento da população civil, na província do Bengo foram recolhidas quatro mil e 978 armas de fogo de diversos calibres, 23 mil 830 munições, 1.399 carregadores, 496 explosivos, 26 projécteis de lança granadas, bem como a descoberta de dois paióis e esconderijos de armas.

No âmbito deste programa foram instaurados 105 processos-crime, com 178 detidos, tendo sido julgados sumariamente 26 cidadãos, dos quais 24 condenados a penas de dois a oito anos de prisão, dois absolvidos, enquanto 100 processos, envolvendo 147 detidos, aguardam julgamento.

Testemunharam o acto provincial de encerramento da semana internacional do desarmamento da população civil que decorreu de 23 a 31 de Outubro, membros da comissão técnica, do conselho consultivo do comando da polícia nacional do Bengo, magistrados, entre outros convidados. (portalangop.co.ao)

DEIXE UMA RESPOSTA