Arábia Saudita: Mulheres ao volante em dia de protesto

Uma mulher a conduzir, esta semana, na Arábia Saudita (Fotografia © Faisal al Nasser/ Reuters)
Uma mulher a conduzir, esta semana, na Arábia Saudita (Fotografia © Faisal al Nasser/ Reuters)
Uma mulher a conduzir, esta semana, na Arábia Saudita (Fotografia © Faisal al Nasser/ Reuters)

Não era preciso gritar nem empunhar cartazes. No protesto marcado para hoje na Arábia Saudita, as mulheres só tinham que conduzir um automóvel, algo que lhes está interdito por lei.

“Fui ao supermercado perto de casa”, conta Mai al-Sawyan à BBB. Foi a conduzir o seu carro, desafiando as autoridades. “Ninguém me disse nada, mas tenho consciência que foi um risco que corri.”

Mai al-Sawyan afirmou que conhece outras mulheres que aderiram ao protesto. Não se sabe quantas terão sido as mulheres ao volante durante o dia de hoje mas não houve notícias de detenções. Aziza al-Yousef, uma das ativistas mais conhecidas, por exemplo, acabou por não participar no protesto depois de ter sido chamada pelas autoridades.

O protesto foi organizado pela Internet, através de várias redes sociais. Cerca de 17 mil pessoas assinaram uma petição pedindo que as mulheres sejam autorizadas a conduzir. No entanto, na quinta-feira, o porta-voz do Ministério dos Assuntos Internos, Mansour al-Turki, reafirmou que a medida iria manter-se e que as mulheres que não cumprissem a lei iriam ser castigadas. (dn.pt)

Por M.J.C. com agências

DEIXE UMA RESPOSTA