Os relatos menos falados sobre abusos entre alunos

ng2401660O escândalo eclipsou outra rotina trágica. Declarações de crianças e jovens da Casa Pia revelam o que lá se passava entre eles e até com alguns educadores. L. teve sexo aos 11, depois de um jogo de “verdade ou consequência”. N. C. foi obrigado a fazer sexo oral aos oito, em troca de um chupa. Aos nove, D. S. foi violado pelo amigo no duche.

Apesar de ser aluno interno da Casa Pia, H. esperava, em 2003, regressar à casa dos pais. Porque, disse o então aluno de oito anos à Polícia Judiciária (PJ), a casa já tinha “condições” para albergar a família: os pais e mais sete irmãos. “Até tem dois computadores”, acrescentou o aluno no depoimento que prestou à PJ. O “Bibi” nunca lhe fez mal, mas disse saber que outras pessoas gostavam de ser “enrabadas”, como T., um seu colega. H. foi um dos alunos da Casa Pia que, entre 2002 e 2003, prestaram declarações na Judiciária, revelando o lado oculto da instituição eclipsado pelo mediático escândalo de pedofilia: as violações entre alunos. Ler mais

(dn.pt)

DEIXE UMA RESPOSTA