Ministério prevê construção de memorial da rainha Nzinga Mbande

0,d6ddc0e1-30a3-420e-af51-7d93fd72558eO secretário de Estado da Cultura, Cornélio Caley, informou hoje, em Luanda, que o Ministério da Cultura pretende construir um monumento no local onde repousam os restos mortais da rainha Nzinga Mbande.

Esta acção, disse Cornélio Caley, surge no âmbito do projecto de valorização das figuras históricas superiormente orientada pelo Presidente da República, José Eduardo dos Santos.

Para tal, esclareceu que prosseguem os trabalhos de pesquisa para a localização do sítio onde repousam os restos mortais da rainha do Ndongo.

O responsável deu ainda a conhecer que está em preparação um colóquio internacional para a comemoração dos 350 anos da data da morte da rainha Nzinga Mbande (17 de Dezembro de 1663, segundo escritos).

“Assim, temos ainda um caminho longo a percorrer no campo da investigação sobre o período histórico da rainha Nzinga Mbande, pelo que todas iniciativas de pesquisa neste aspecto são bem-vindas”, asseverou.

Para Cornélio Caley, Nzinga Mbande é uma figura a ter sempre em conta, porque deixa um legado para as gerações futuras, particularmente o facto de tentar criar coligações, transmitindo a ideia de que a nação apenas sobrevive se for capaz de encontrar solidariedade com outros povos.

É esta ideia de coligações, apontou, que, com o passar dos tempos, desemboca na ideia do internacionalismo e na construção de um mundo de fraternidade que se tenta, nos dias de hoje, edificar.

No colóquio, iniciado hoje, intervém intelectuais nacionais e estrangeiros que têm estado a fazer estudos sobre a rainha Nzinga Mbande, assim como estudantes sedentos em conhecer a história de Angola.

(portalangop.co.ao)

DEIXE UMA RESPOSTA