Luís Sá Silva sai do Estoril com nota positiva nos testes

20130224094351saO segundo teste da categoria GP3 da época 20013 está marcado para os dias 12 e 13 de Março, em Barcelona, depois do Autódromo de Estoril, em Portugal, ter sido palco da estreia dos ensaios colectivos, que foram realizados sob todas as condições climáticas.

Luís Sá Silva, piloto angolano que este ano representa as cores da Carlin, teve nota positiva no primeiro teste oficial da GP3, melhorando consecutivamente os tempos alcançados no Circuito Internacional de Estoril, na sexta-feira. Ao fim do terceiro dia, marcado por alterações climáticas constantes, o piloto angolano conseguiu melhorar a sua melhor marca em três segundos, rodando a apenas 1.6 segundo do melhor em competição.
Em declarações ao Jornal de Angola, Nuno Pinto, técnico português da Angola Rancing Team, mostrou-se satisfeito com a evolução do corredor, o que, disse, abre boas perspectivas para os próximos testes na preparação na época.
“A evolução é clara. No primeiro dia, o Luís ficou a 3.6 segundos do melhor tempo, e no segundo dia a 2.8. Hoje (sexta feira) conseguiu encurtar essa diferença, ficando a 1.6 segundos do piloto Lewis Williamson, o mais rápido na última tarde no Estoril”, afirmou Nuno Pinto.
Nos primeiros testes, a Carlin apostou em treinar a consistência em corrida e o grande desafio lançado ao angolano foi aprender a fazer uma boa gestão dos pneus, muito diferentes dos utilizados na Fórmula 3, onde competia em 2012. “Este foi o primeiro grande teste da época, tanto para os pilotos como para a equipa, porque foi a primeira vez que rodamos com o GP3/2013. É um carro com 400 cavalos, muito potente. O meu grande desafio foi mesmo a adaptação ao novo monolugar. Estou satisfeito, porque superamos esta prova”, explicou Luís Sá Silva.
O piloto angolano fez o segundo melhor tempo da sua equipa, rodando em 1m29 segundos e 341 décimos, ultrapassando o companheiro, o argentino Eric Lichtenstein, e ficando a apenas duas décimas do britânico, também seu colega na da Carlin, Nick Yelloly.

(jornaldeangola.com)

DEIXE UMA RESPOSTA