Ler Agora:
Estradas continuam a ceifar vidas
Artigo completo 3 minutos de leitura

Estradas continuam a ceifar vidas

20130224100915vice_presidenteA província do Bié registou entre os dias 13 e 20 de Fevereiro 11 acidentes de viação, de que resultou a morte de quatro pessoas e o ferimento de 15.
Uma nota do Comando Provincial da Polícia Nacional no Bié, a que o Jornal de Angola teve acesso, assinala que os acidentes provocaram prejuízos avaliados em 412 mil kwanzas.
O documento da PN revelou que os sinistros consistiram em oito atropelamentos, dois choques entre automóveis e velocípedes com e sem motor e um embate contra obstáculo fixo.
A Polícia informou que os municípios do Cuito, com seis acidentes, Andulo, dois, Cunhinga, Catabola e Chinguar, cada com um, foram as localidades que registaram os acidentes.
A corporação aponta como causas dos sinistros a falta de prudência, falha de travões, mau estado das estradas, excesso de velocidade e não cedência de prioridade de passagem.
Durante o período em análise, a Polícia de Trânsito efectuou 149 autuações por várias infracções ao Código de Estrada e seu regulamento, que resultaram em 41 multas, no valor de 323.515.00 kwanzas.
No quadro da operacionalidade rodoviária, os agentes reguladores de trânsito apreenderam seis viaturas, 105 motos, sete cartas de condução, quatro livretes, igual número de títulos de registo de propriedade, entre outros documentos.

Actividade policial

O Comando Provincial da Polícia Nacional no Bié registou 122 crimes, entre os dias 13 e 20 de Fevereiro. A nota da corporação revela que houve um decréscimo de três crimes em relação ao período anterior e foram esclarecidos 99 por cento dos casos,
Um crime, ainda por esclarecer, está relacionado com o homicídio por acidente de viação, ocorrido por volta das 22h00 do dia 10 de Fevereiro, na estrada Cunje/Cuito, em que foi vítima o cidadão Félix Mungamba, de 27 anos. O autor do homicídio involuntário encontra-se em fuga.
A Polícia Nacional ressalta que os crimes mais preocupantes têm a ver com homicídios, tentativas de violação, ofensas corporais, furtos e condução ilegal.
Em função destas práticas, a Polícia deteve 106 pessoas, das quais 101 são do sexo masculino e cinco do feminino.
No âmbito do desarmamento da população civil, salienta o documento, foram realizadas micro-operações nos municípios do Cuito, Cunhinga, Catabola, Camacupa e Chitembo.
As micro-operações resultaram na recolha de uma arma de fogo do tipo AKM, um carregador, munições de vários calibres, 12 projécteis de morteiro de 82 milímetros, dois de 60 mm e um de RPG-7.
Na actividade policial, os efectivos apreenderam três viaturas de marca Toyota Hilux, duas motorizadas, um motor de viatura, vários artigos de uso doméstico, 16 supostas pedras de diamante e 122 gramas de liamba.
O relatório sublinha que dez estrangeiros ilegais foram detidos na localidade de Seteka, no município de Nharea, entre eles três da Costa do Marfim, dois da Guiné Conakry, o mesmo número do Chade e Sudão e um senegalês, que foram encaminhados ao Serviço de Migração e Estrangeiros.
A Polícia destaca ainda a captura, no dia 5 de Fevereiro, do cidadão Marcolino Messele, de 18 anos, um dos integrantes do grupo de meliantes, supostamente autor do homicídio de Adriano Catomba, com uma arma branca (machado), ocorrido a 26 de Janeiro, na aldeia Tramangolo, no Cuito.

(jornaldeangola.com)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos com são obrigatórios *

Input your search keywords and press Enter.
Translate »