Angola participa na 22ª Sessão do Conselho dos Direitos Humanos

0,04923687-c623-42a1-97ed-aa72344c12c0Angola participa a partir de hoje (segunda-feira) na 22ª Sessão do Conselho dos Direitos Humanos, a decorrer no Palácio das Nações, em Genebra (Suíça), com uma delegação chefiada pelo ministro da Justiça e dos Direitos Humanos, Rui Mangueira.

A Sessão a decorrer até 22 Março será precedida de um Segmento de Alto Nível, na qual o governante angolano irá intervir, dividido em dois painéis: “Declaração e Programa de Acção de Viena sobre os Direitos Humanos, em comemoração do 20° aniversário” e “Integração do Direitos Humanos no sistema da ONU”.

No primeiro painel far-se-á uma análise sobre o funcionamento do Conselho dos Direitos Humanos, à luz dos progressos alcançados e dos desafios futuros para a implementação efectiva da Declaração e Programa de Acção de Viena, 20 anos após a sua adopção.

A Declaração de Viena reafirma o engajamento de todos os Estados em cumprirem com as obrigações relativas à observância da promoção e protecção dos princípios da universalidade dos direitos humanos e das liberdades fundamentais de todos os cidadãos, em conformidade com a Carta das Nações Unidas e outros instrumentos internacionais relativos aos Direitos Humanos e do Direito Internacional.

No painel sobre a Integração dos Direitos Humanos nos trabalhos das Nações Unidas, os participantes vão abordar a forma de introduzir os Direitos Humanos como critério de avaliação nas prioridades da agenda de desenvolvimento das Nações Unidas a ser definida depois da avaliação da implementação dos Objectivos do Milénio para o Desenvolvimento (OMD) prevista para 2015.

Entre os convidados para este painel, destacam-se a alta comissária para os Direitos Humanos, Navy Pillay, a representante especial do secretário-geral da ONU para o Processo de Estabelecimento da Agenda de Desenvolvimento post 2015, Amina Mohamed, a directora executiva da ONU Mulher, Michelle Bachelot, a directora-geral da UNESCO, Irina Bokova.

A 22ª Sessão do Conselho dos Direitos Humanos vai se debruçar igualmente sobre os assuntos que dominam a actualidade mediática internacional, com realce para a situação dos direitos humanos na Síria, Mali, Sri-Lanka, Irão, Coreia do Norte, Myanmar, Cote d’Ívoire e o conflito Israelo-Palestino.

(portalangop.co.ao)

DEIXE UMA RESPOSTA