Angola e Uruguai assinam acordo para anulação de vistos entre os dois países

20130225081551angola_uruguaiAngola e o Uruguai assinam amanhã, em Luanda, um acordo para a supressão de vistos para os titulares de passaportes diplomático e de serviço, anuncia um comunicado do Ministério das Relações Exteriores.
O acordo é assinado durante a visita oficial de três dias que o ministro uruguaio dos Negócios Estrangeiros, Luís Lemes, faz a Angola a partir de amanhã. Na mesma altura é assinado também um acordo cultural.
Os documentos são assinados pela secretária angolana de Estado das Relações Exteriores para a Cooperação, Ângela Bragança, e pelo ministro dos Negócios Estrangeiros do Uruguai, Luís Lemes.
Antes da cerimónia de assinatura, delegações dos dois países reúnem-se na sede da diplomacia angolana.
O programa da visita reserva a realização na quarta-feira do fórum de negócios Angola-Uruguai, numa das unidades hoteleiras de Luanda. No mesmo dia, Luís Lemes é recebido pelos ministros dos Petróleos, Botelho de Vasconcelos, e da Agricultura e Desenvolvimento Rural, Pedro Canga.

Parcerias vantajosas

O embaixador do Uruguai, Luís Bermudez, referiu ao Jornal de Angola que o seu país está interessado em estabelecer com Angola “parcerias mutuamente vantajosas em vários domínios”, entre os quais os da agricultura e pecuária, tecnologia e petróleos.
O diplomata sublinhou que a intenção da sua acreditação como embaixador foi dar novo impulso às actividades oficiais entre os dois Estados. O embaixador disse que a cooperação nos sectores da agricultura e da pecuária pode ser benéfica nesta altura em que Angola está empenhada no processo de diversificação económica.
A indústria madeireira, declarou, é o outro sector forte do Uruguai, que tem várias fábricas de celulose.
Luis Bermudez anunciou a possibilidade de cooperação na produção e processamento de arroz. O Uruguai é o oitavo maior exportador mundial de arroz. O diplomata mencionou o sector de produção e de processamento de leite e de outros produtos lácteos como aérea também a ter em conta. A criação de gado, o melhoramento de terrenos e o desenvolvimento de áreas de pastos, referiu, são igualmente áreas em que o Uruguai tem experiência.

Petróleos

O embaixador afirmou que o seu país vai continuar a importar petróleo de Angola e que a tendência nos próximos tempos é de aumentar o volume de compras.
“Ainda não temos petróleo, mas existem sinais e, por isso, esperamos a contribuição da Sonangol na prospecção em onshore e offshore”, disse, na altura, o diplomata.
As exportações de petróleo de Angola para o Uruguai começaram entre 2008 e 2009, numa altura em que aquele país apostava nas energias renováveis.
Angola exporta anualmente para o Uruguai quantidades de petróleo avaliadas em 210 milhões de dólares e importa vários produtos calculados em 40 milhões.
O embaixador manifestou a intenção do seu país estabelecer parcerias com instituições angolanas que trabalham no processo do censo populacional, que se realiza em 2013.
O Uruguai promoveu um censo populacional no ano passado que lhe permitiu saber que tem 3,3 milhões de habitantes.

(jornaldeangola.com)

DEIXE UMA RESPOSTA