Angola e Uruguai abrem nova ronda de negociação

files (2)As repúblicas de Angola e Uruguai procuram uma nova era na cooperação com o estabelecimento hoje, terça-feira, em Luanda, de conversações com vista a identificação de sectores de contactos que vão catapultar a parceria a outros níveis.

As conversações estão a ser chefiadas pelos ministros das Relações Exteriores de Angola, Georges Chikoti, e pelo titular da pasta dos Negócios Estrangeiros do Uruguai, Luis Almagro Lemes, que iniciou hoje uma visita de três dias a Luanda.

Ao discursar na abertura da reunião, Georges Chikoti declarou que Angola pretende um aproveitamento racional das potencialidades Uruguaias no quadro da cooperação sul-sul.

O chefe da diplomacia angolana reiterou que o país atribui uma grande importância aos contactos bilaterais.

Exprimiu a vontade do Executivo em manter com o Governo do Uruguai cooperação política, através de consultas entre altos funcionários dos dois estados, para análise de questões, quer a nível internacional, quer a nível regional.

Considerou importante a participação de empresários nesta visita à Angola do Ministro dos Negócios Estrangeiros do Uruguai, pois permitirá a identificação de potenciais áreas de investimento ou parcerias que fortalecerão as relações e favorecerão a constituição de “joint-ventures”, por formas a capacitar e estimular as relações entre os operadores económicos dos dois países.

Para George Chikoti, o estabelecimento de acordos em domínios concretos facilitarão não só a actuação dos empresários mas a aproximação de ambas nações. “Neste contexto pretendemos celebrar mais acordos com vista o aprofundamento da nossa cooperação bilateral”.

Nesta perspectiva, o ministro considerou a presença, em Angola, da delegação do Uruguai uma importante oportunidade para analisar o desenvolvimento da cooperação existente e encontrarem-se soluções pragmáticas para o seu relançamento, com base em vantagens mútuas.

Apontou a democratização das instituições angolanas como bases fundamentais para aprofundar a parceria, bem como intensificar a cooperação em vários domínios da actividade socioeconómica, assim como identificar outras áreas para colaboração de interesse mútuo.

No final das conversações as partes deverão assinar acordos sobre a supressão de vistos em passaportes diplomáticos, oficiais, e ou de serviço, bem como nos domínios da arte e da cultura.

No cumprimento da sua agenda, o visitante, que fica no país até ao dia 28, vai manter encontros com os ministros dos Petróleos, Botelho de Vasconcelos, e da Agricultura e Desenvolvimento Rural, Pedro Canga, para além e participar no Fórum de Negócios Angola/Uruguai.

(portalangop.co.ao)

DEIXE UMA RESPOSTA