Ler Agora:
Unita defende salário mínimo de 500 Usd
Artigo completo 2 minutos de leitura

Unita defende salário mínimo de 500 Usd

O programa de governação da Unita, face às eleições deste ano, prevê a institucionalização de um salário mínimo nacional, em Kwanza, equivalente a 500 dólares (1 dólar é 95.613 Akz), visando o combate à fome e à pobreza no país.

A intenção de definir o mais baixo rendimento do trabalhador angolano neste valor foi manifestada esta tarde, em Luanda, pelo presidente deste partido, Isaías Samakuva, aquando da apresentação do seu manifesto eleitoral.

No documento, de 42 pontos, sete dos quais prioritários, o maior partido da oposição afirma pretender um país diferente em que funcionários públicos beneficiem de salários à altura de suas funções, o que, na sua opinião, deverá aumentar o nível de vida do trabalhador e reduzir a pobreza.

“Ninguém poderá ganhar menos de 500 dólares, ao câmbio actual”, disse, referindo haver garantias por parte do “seu governo”, o qual denomina “da mudança”, de praticar uma economia social de mercado, impulsionada pela democracia política e económica, onde os principais agentes serão os jovens.

Apresentado sob lema “unidos pela mudança”, o manifesto realça a necessidade de resolução de problemas ligados ao emprego, habitação, saúde, educação, assim como segurança alimentar e social.

A Unita é a primeira colocada no boletim de votos das eleições de 31 de Agosto deste ano, enquanto nos espaços de antena ocupa a sexta posição na Televisão Pública de Angola e a oitava da Rádio Nacional.

FONTE: Angop

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos com são obrigatórios *

Input your search keywords and press Enter.
Translate »