Ler Agora:
Portugal: Detido suspeito de atear grande incêndio na Madeira
Artigo completo 2 minutos de leitura

Portugal: Detido suspeito de atear grande incêndio na Madeira

A Polícia Judiciária (PJ) do Funchal, na Madeira, deteve um homem suspeito de ter ateado o incêndio que queimou quase 2 500 hectares nas freguesias da Fajã da Ovelha, Ponta do Pargo e Achadas da Cruz, e pôs em perigo diversas habitações, na semana passada.
Com vídeo

O suspeito tem 37 anos, é natural da ilha da Madeira, e em tempos concorreu ao curso de aspirante a bombeiro mas chumbou nos testes. Segundo a polícia, o homem é fumador e terá utilizado um isqueiro para atear os fogos.

Em comunicado, a PJ informa que recolheu “fortes indícios” de que este indivíduo foi também o autor de dois incêndios ocorridos no final de Março, na freguesia de Ponta do Pargo, e que consumiram 30 hectares de floresta.

A 17 de Julho o suspeito terá reincidido no crime, ateando o fogo que consumiu uma área total de 2 484 hectares nas freguesias da Fajã da Ovelha, Ponta do Pargo e Achadas da Cruz, na costa oeste da ilha. As chamas atingiram sobretudo área florestal, incluindo a reserva Laurissilva, e destruíram casas desabitadas, palheiros, pastagens, terrenos agrícolas e baldios.

O detido vai agora ser presente às autoridades judiciárias competentes para interrogatório judicial e aplicação das medidas de coação adequadas, informa a PJ.

Este é o segundo detido este mês por suspeitas de crime de incêndio florestal. A 13 de Julho, a PJ deteve um homem de 75 anos, natural de Sao Vicente, no norte da Madeira, indiciado pela prática de crime de incêndio florestal doloso na Boaventura.

O detido foi presente às autoridades judiciárias competentes tendo sido julgado em processo sumário e condenado a dois anos e meio de prisão com pena suspensa e obrigatoriedade de frequentar uma acção de sensibilização para pirómanos.

FONTE: Público

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos com são obrigatórios *

Input your search keywords and press Enter.
Translate »