Ler Agora:
Atleta grega expulsa dos Jogos Olímpicos por comentário racista nas redes sociais
Artigo completo 4 minutos de leitura

Atleta grega expulsa dos Jogos Olímpicos por comentário racista nas redes sociais

A grega Paraskevi Papahristou não estava na lista das favoritas à conquista de uma medalha olímpica, mas há uma marca que já ninguém lhe tira: é a primeira atleta a ser expulsa dos Jogos Olímpicos por ter feito um comentário racista nas redes sociais.

“Com tantos africanos a viver na Grécia, os mosquitos do vírus do Nilo estão a alimentar-se de comida caseira”, escreveu a atleta do triplo salto na sua conta oficial no Twitter. A mensagem de Papahristou foi publicada quatro dias depois da morte de um homem de 75 anos, vítima do vírus do Nilo. Nas duas últimas semanas foram detectados nove casos de vírus do Nilo em Atenas ou nos arredores da capital da Grécia.

A mensagem – publicada no domingo – provocou várias reacções negativas. Depois de cinco tweets com pedidos de desculpa, Papahristou acabou por publicar um texto mais longo: “Gostaria de pedir desculpa pela piada infeliz e de mau gosto que publiquei na minha conta pessoal no Twitter. Estou muito arrependida e envergonhada pelas reacções negativas que motivei, porque nunca quis ofender ninguém nem pôr em causa direitos humanos. O meu sonho está ligado aos Jogos Olímpicos e nunca poderia participar se não respeitasse os seus valores. Por isso, não poderia nunca acreditar na discriminação entre seres humanos e raças. Quero pedir desculpa a todos os meus amigos e colegas, a quem terei insultado ou envergonhado, à equipa nacional, e também a todas as pessoas e empresas que apoiam a minha carreira como atleta. Por último, quero pedir desculpa ao meu treinador e à minha família.”

Este pedido de desculpa foi também publicado na página oficial da atleta no Facebook.

O chefe da missão olímpica grega, Isidorso Kouvelos, não se mostrou sensível aos pedidos de desculpa e já anunciou o afastamento da atleta: “Ela não mostrou nenhum respeito por um valor básico dos Jogos Olímpicos e infelizmente está fora”, afirmou o responsável, citado pela estação de televisão grega Skai TV. “Ela errou e nós temos de pagar pelos nossos erros”, disse ainda Kouvelos.

A decisão do Comité Olímpico da Grécia foi tomada logo após a divulgação de um comunicado do partido Esquerda Democrática: “Ela pode contar todas as ‘piadas’ de mau gosto que quiser nas redes sociais enquanto estiver a ver os Jogos Olímpicos através da televisão. Mas não pode representar a Grécia em Londres.”

Jornais ligam atleta a partido neonazi

Os media gregos referem também a existência de vários tweets de Papahristou relacionados com o porta-voz do partido de extrema direita Aurora Dourada, Ilias Kasidiaris, que no mês passado agrediu duas deputadas durante um debate na televisão.

A conta actual da atleta no Twitter não contém nenhuma mensagem que refira o conhecido membro do partido neonazi, mas os media gregos garantem que Papahristou felicitou Ilias Kasidiaris na passada sexta-feira: “Muitas felicidades, continua forte e verdadeiro!!!”

Outra das mensagens atribuída à atleta e que já não aparece na sua conta oficial é uma suposta primeira reacção às críticas negativas de que foi alvo por causa da piada que motivou o seu afastamento dos Jogos Olímpicos: “Eu sou assim. Eu rio-me. Não sou um CD que fica parado!!! E se cometo erros, não carrego no botão ‘replay’! Carrego em ‘play’ e sigo em frente!!!”

Entre o conteúdo publicado por Papahristou na sua conta oficial está uma fotografia de uma pistola retirada de um site dedicado a armas e um vídeo de um ataque da força aérea grega conta um avião turco, acompanhado da frase “hellenic Air!!!”

FONTE: Público

1 comentário

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos com são obrigatórios *

Input your search keywords and press Enter.
Translate »