Publicado em: Sáb, Abr 14th, 2012

Sonangol anuncia início de perfuração no bloco de Cabinda Norte

O anúncio pela “Sonangol, Pesquisa e Produção” do início de perfuração de poço no bloco Cabinda Norte do on-shore Angola, que compreende os municípios de Cacongo e Buco Zau, constitui o destaque do noticiário económico da semana que finda.

Em declarações à imprensa, à margem da entrega oficial de um posto de saúde no Massabi, município de Cacongo, o director do Bloco Cabinda Norte, Ernesto Pedro Taya, disse que depois dos estudos sísmicos, em toda área de concessão, a empresa está neste momento a criar as condições para o arranque de perfuração.

Acrescentou que a exploração do petróleo na zona vai estimular a criação de postos de emprego para a juventude dos municípios de Cacongo e Buco Zau.

Também nos últimos sete dias, mereceu relevância o crescimento das receitas fiscais na ordem de 82, 32 porcento na província do Huambo, durante o primeiro trimestre deste ano.

Durante o período em referencia, a delegação provincial das Finanças do Huambo arrecadou um bilião, 424 milhões e 643 mil kwanzas.

Em declarações à Angop, a delegada provincial das Finanças, Vitoria Teixeira Diogo, informou que a previsão era arrecadar, no primeiro trimestre deste ano, mais de um bilhão, 73 milhões e 897 mil kwanzas, contra os 781 milhões e 586 mil e 80 kwanzas arrecadado no igual período de 2010.

Vitória Teixeira Diogo assegurou que o pagamento pontual dos impostos sobre o rendimento de trabalho, industrial, predial, de selo e de consumo e outros serviços locais contribuiu na subida das receitas no primeiro trimestre de 2012, na província.

A delegada provincial das Finanças no Huambo disse que durante o primeiro trimestre deste ano foram feitas despesas na ordem de 11 biliões e 454 milhões e 039 mil kwanzas, dos 13 biliões e 24 milhões e 421 mil kwanzas inicialmente programada para está época.

A delegação provincial das Finanças no Huambo controla três repartições fiscais da sede capital que atende os municípios da Chicala-Cholohanga e Cachiungo, da Caála que assiste o Longonjo, Ukuma, Chindjenje e Ecunha e do Bailundo que atende os clientes do Mungo e Londuimbali.

O projecto do executivo angolano em relançar, a médio prazo, a empresa Sécil Marítima, em substituição da extinta Linhas Marítimas de Angola (Angonave), mereceu igualmente destaque da semana.

Em declarações à Angop, o chefe de Departamento da Marinha mercante, Tiago Neto, à margem do seminário sobre convenção de Normas de Formação, Certificação e Serviços de Quartos Marítimos (Stcw), explicou que, neste domínio, a prioridades não é a Angonave. “Os projectos estão virados para a reabilitação e o relançamento da Sécil Marítima”.

Disse que a reabilitação da Sécil Marítima tem em vista atenuar o custo do transporte marítimo de mercadorias para o país, considerado elevado, quando comparado com os parceiros regionais (Namíbia, África do Sul e Moçambique).

Afirmou que a aposta do Executivo angolano vai no sentido de assegurar uma melhor oferta no transporte marítimo de mercadorias e fazer com que o país dependa menos de operadores estrangeiros, tendo um papel preponderante na distribuição regional de mercadorias por via marítima.

Na década de 90, Angola firmou-se como um dos países africanos com uma das maiores frotas de navios de longo curso de marinha mercante, com predominância para as companhias Angonave e Sécil Marítima, uma situação actualmente invertida.

Fonte: ANGOP

Deixe um comentário

XHTML: Pode usar estas tags de html: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

mirc indir mirc yukle - escort - mirc indir - sohbet -
Crónicas


Arquivo

Junho 2014
S T Q Q S S D
« Mai   Jul »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  
Portal de Angola - Todos os direitos Reservados

Sonangol anuncia início de perfuração no bloco de Cabinda Norte