Vulcão chileno volta a provocar cancelamento de voos

O vulcão chileno Puyehue, que voltou a emitir cinzas nesta terça-feira, numa foto de junho de 2011.
O vulcão chileno Puyehue, que voltou a emitir cinzas nesta terça-feira, numa foto de junho de 2011.

Dezenas de voos tiveram de ser anulados nesta terça-feira nos aeroportos de Buenos Aires e Montevidéu devido a uma nuvem de cinzas proveniente do vulcão chileno Puyehue, que entrou em atividade no início de junho depois de passar 25 anos adormecido.

Segundo autoridades aeroportuárias da Argentina, mais de vinte voos nacionais e internacionais que tinham saída prevista dos dois aeroportos de Buenos Aires foram cancelados ou reprogramados por causa da nuvem de cinzas chilena. Entre os destinos afetados estão Santiago, Roma, Caracas e Lima.

Na capital uruguaia, pelo menos dez voos foram cancelados ou tiveram seus horários de decolagem modificados. As companhias aéreas Aerolíneas Argentinas, American Airlines, Ibéria, Sol Líneas Aéreas e Taca foram as mais prejudicadas. De acordo com Laura Vanoli, diretora do serviço de meteorologia da aeronáutica uruguaia, os distúrbios no tráfego aéreo devem durar o dia todo.

O vulcão Puyehue, no sul do Chile, entrou em atividade no dia 4 de junho passado depois de passar um quarto de século adormecido. Na época, formou-se uma nuvem de cinzas gigantesca que perturbou o tráfego aéreo na América do Sul e na Oceania.

 

Fonte: RFI

Foto: Flickr/B o u g e

DEIXE UMA RESPOSTA