UNITA distancia-se de manifestação independentista

Foto: Reuters - People take a ride at the back of a truck near Cabinda January 20, 2010. REUTERS/Rafael Marchante (ANGOLA - Tags: SOCIETY TRANSPORT)
Foto: Reuters - People take a ride at the back of a truck near Cabinda January 20, 2010. REUTERS/Rafael Marchante (ANGOLA - Tags: SOCIETY TRANSPORT)

A UNITA acusa o governo e o partido no poder de transformar os fracassos políticos em instrumentos para perseguir activistas e líderes da oposição.  A UNITA, em Cabinda, nega ter organizado uma marcha pacífica com motivações independentistas.

A manifestação tinha sido convocada para este sábado,mas, no final do dia, foi adiada.Visava apenas,segundo o movimento do Galo Negro, manifestar a vontade política para a criação de uma comissao eleitoral independente. De acordo com o secretário provincial da UNITA, José de Gringo Júnior, o partido no poder quis, entretanto, aproveitar-se da situação para organizar actos de violação dos Direitos Humanos em Cabinda.

A UNITA acusa ainda o governo e o partido no poder de transformarem os fracassos políticos em instrumentos para perseguirem activistas e líderes da oposição em Cabinda.De acordo com  José de Gringo Júnior, o regime não tem administrado com responsabilidade o bem público e a UNITA nao deve ser um bode espiatório para justificar os problemas sociais e a instabilidade política em Cabinda. A UNITA aproveitou, entretanto,o adiamento da manifestação a favor da lei eleitoral para anunciar a realização de conferências municipais para a eleição dos candidatos ao congresso do partido.

Fonte: Voanews

DEIXE UMA RESPOSTA