School of Oriental and African Studies (Escola de estudos orientais e africanos – SOAS)

A Fundação Mo Ibrahim disponibiliza bolsas de estudo para a School of Oriental and African Studies
A Fundação Mo Ibrahim disponibiliza bolsas de estudo para a School of Oriental and African Studies

O Centro de Estudos Africanos, na SOAS, Universidade de Londres, está a criar um ambiente dedicado a apoiar estudantes africanos no estudo dos aspectos legais da governação e as relações entre desenvolvimento económico e governação, com o objectivo de lhes permitir ajudar a melhorar a qualidade da governação nos seus países. A Iniciativa Governação para o Desenvolvimento em África (Governance for Development in Africa Initiative) procura desenvolver as competências de jovens africanos talentosos num conjunto de áreas: bolsas de desenvolvimento de liderança, escolas residenciais sobre governação em África, um seminário e bolsas de doutoramento.

Todos os anos, três estudantes, estrelas em ascensão na respectiva área, passarão 8 a 10 semanas em Londres, a convite do Centro de Estudos Africanos da SOAS. A SOAS irá disponibilizar o máximo de recursos académicos, organizar seminários e colóquios para que os estudantes possam produzir uma análise estratégica para o respectivo sector. A SOAS irá também organizar uma série de seminários anuais da Fundação Mo Ibrahim sobre governação, que serão igualmente disponibilizados em África.

A SOAS irá organizar também cursos anuais sobre temas relacionados com a governação, em diferentes países africanos, para 20 pessoas de todo o continente. Esta iniciativa irá familiarizar os participantes, vindos de universidades, sociedade civil, governo ou sector privado, com os últimos debates sobre governação.

A Fundação irá também patrocinar um concurso para estudantes africanos que pretendam receber bolsas para investigação em torno de temas relacionados com a governação, que serão orientados na SOAS e na universidade de origem do estudante, em África.

Para mais informações sobre este programa, contacte Angelica Baschiera 

DEIXE UMA RESPOSTA