Parlamentares da ACP-UE reunidos até hoje em Lomé

Faure Gnassingbé interveio na abertura
Faure Gnassingbé interveio na abertura

A 22ª sessão da Assembleia Parlamentar Paritária entre a União Europeia (UE) e África, Caraíbas e Pacífico (ACP) decorre, desde segunda-feira em Lomé, capital do Togo, com a presença de vários peritos dos países que constituem o organismo. Na abertura dos trabalhos, o Chefe de Estado togolês, Faure Gnassingbé, apelou a uma parceria eficaz para o desenvolvimento dos países africanos assolados por vários problemas.
“A parceria ACP-UE influenciou de forma notável a situação mundial através da promoção militante de valores que associam às exigências do mercado o sentido humano e de coesão dos povos, independentemente do seu nível de desenvolvimento”,  disse.
Na 22ª sessão, que termina hoje, os parlamentares da ACP-UE trocam ideias sobre questões que tocam directamente as populações, principalmente a crise alimentar no Corno de África, a integração das pessoas deficientes nos países em desenvolvimento e o acesso aos medicamentos. Além destas questões, os participantes na reunião analisam a incidência da dívida sobre o financiamento nos países ACP, a governação democrática, o desenvolvimento das relações multilaterais e da justiça internacional e os desafios do desenvolvimento urbano nas cidades dos países de África, Caraíbas e Pacífico.
No plano político, está prevista a realização de uma conferência consagrada às “consequências da ‘Primavera Árabe’ sobre os Estados subsaarianos vizinhos”.
A conclusão dos trabalhos é precedida da votação das propostas de resoluções urgentes e das contidas nos relatórios das comissões.

 

Fonte: Jornal de Angola

Fotografia: AFP

DEIXE UMA RESPOSTA