Obra de Teta Lando enaltecida

Músico Teta Lágrimas teve a honra de encerrar o espectáculo com o tema "Letra Chorada" em memória do irmão
Músico Teta Lágrimas teve a honra de encerrar o espectáculo com o tema "Letra Chorada" em memória do irmão

A cidade do Uíge esteve no sábado em festa para homenagear o músico e compositor Alberto Teta Lando, falecido em 2008.
Tony Amado, rei do kuduro, foi o primeiro a actuar, tendo feito vibrar as centenas de pessoas que acorreram ao local para assistirem ao espectáculo. O músico fez desfilar o semba e o kuduro numa fantástica mistura de canções antigas e novas do seu reportório e do cancioneiro angolano. A sua actuação foi uma verdadeira explosão de alegria para a assistência, que não se conteve e abandonou as cadeiras para dar um pé de dança.
Os uigenses não se esqueceram das “quetas” de Teta Lando. Cidy, o segundo a subir ao palco do Cine Ginásio, não esteva sozinho quando interpretou “Ntoyo”, “Negra de carapinha dura”, “Tata Nketo” e “Menina de Angola”, da autoria do homenageado.
Outro grande momento foi proporcionado por Sam Mangwana. Depois de muitos anos de ausência, o artista voltou a pisar os palcos do Uíge e não decepcionou. Nas terras do “bago vermelho”, interpretou, entre outros temas, “Querida pátria” e “Suzana”, muito aplaudidas pelos convivas. Mas foi com o tema “Tio António” que o músico, numa característica que lhe é peculiar, contagiou os presentes. A euforia do público corrompeu o veterano artista, que saltou do palco para ficar mais próximo da plateia.
A grande atracção da noite foi Teta Lágrimas, irmão mais novo do homenageado. O músico teve a honra de encerrar o espectáculo com chave de ouro ao interpretar “Letra Chorada”, em memória do irmão.
Durante a sua actuação, muitos casais abandonaram as cadeiras e dançaram agarrados, particularmente quando interpretou o tema “Cai comigo na noite” e “Só e só e só”, merecendo muitos aplausos do público. O músico aproveitou a oportunidade para vender e autografar o seu mais recente disco, “Letra Chorada”.
Linegras apresentou algumas coreografias durante o espectáculo. Na homenagem a Teta Lando também não faltaram momentos de humor proporcionados pelo grupo. Zeno Kuelela

Mais uma vez ficou provado que o músico Socorro é a grande revelação do Uíge. O músico surpreendeu os presentes ao interpretar um novo tema musical. Os músicos locais Belarmino e Chicote também demonstraram talento e classe no início do espectáculo.

 

José Bule|Uíge

Fonte: Jornal de Angola

Fotografia: Edson Tailor’s

DEIXE UMA RESPOSTA