Ministro reafirma vontade de apoiar antigos combatentes

Ministro dos Antigos Combatentes e Veteranos da Pátria, Kundi Paihama
Ministro dos Antigos Combatentes e Veteranos da Pátria, Kundi Paihama

Luanda – O ministro dos Antigos Combatentes e Veteranos da Pátria, Kundi Paihama, reiterou hoje, quarta-feira, em Luanda, que a melhoria da condição de vida dos antigos combatentes e dos seus familiares continua a constar das prioridades do Executivo angolano.

Ao discursar no acto de abertura do Conselho Nacional dos Antigos Combatentes e Veteranos da Pátria, o governante disse que os representantes das associações integradas no conselho têm por objecto, nos termos dos estatutos orgânicos do ministério, satisfazer as necessidades dos homens e mulheres que dão corpo a essa classe social.
Convidou os governadores provinciais, enquanto responsáveis pela execução das políticas do Executivo a nível local, a continuarem com os trabalhos que proporcionam o bem-estar e melhoria da condição de vida dos seus beneficiários directos.
“Nestes termos, a direcção do ministério decidiu convocar o conselho, com o objectivo fundamental de submeter aos membros a apreciação de matérias de interesse nacional, no que se refere a condição de vida dos antigos combatentes e seus familiares”, referiu.
Estas matérias, acrescentou, têm a ver com a proposta de revisão da Lei 13/2, Lei do Antigo Combatente, com intuito de conforma-la à actual constituição de República de Angola.
Kundi Paihama disse, por outro lado, que o programa do executivo do ministério visa dar a conhecer as principais linhas de força e acções a serem desenvolvidas, por forma a actualizar os assistidos, porquanto questões ligadas a essa classe estão nas prioridades do Executivo.
Para o ministro, a realização destes encontros permitem colher subsídios pertinentes que vão ajudar a melhorar as políticas do sector e a articulação estratégica que deve existir com os outros sectores do Executivo e dos governos provinciais na resolução das preocupações transversais que afectam os assistidos do ministério.
Participam no evento, com término previsto para 25 deste mês, ex-titulares do ministério, presidentes e secretários-gerais das associações parceiras, de ONG, bem como membros do Executivo, dos governos provinciais, deputados, magistrados, líderes de partidos políticos, da sociedade civil e outras individualidades.
Fonte: Angop
Foto: Angop

DEIXE UMA RESPOSTA