Ministro garante incentivos para dignificar ex-militares

Projecto habitacional acolhe cidadãos que contribuiram para a independência do país - Fotografia: Jesus Silva | Lobito

Projecto habitacional acolhe cidadãos que contribuiram para a independência do país - Fotografia: Jesus Silva | Lobito
O ministro Cândido Van-Dúnem garantiu sábado, no Lobito, que é estratégia do Ministério da Defesa dignificar todos os cidadãos que deram o seu contributo para a conquista da independência e consolidação da paz em Angola. “O Executivo tudo está a fazer para melhorar as condições dos cidadãos”, disse o ministro da Defesa, depois de inaugurar um projecto habitacional com 100 casas na comuna do Luongo, município da Catumbela destinado aos pensionistas, viúvas de militares e deficientes de guerra, no Lobito, com escola e centro de saúde. Os beneficiados vão custear as residências com descontos mensais de até 30 por cento dos seus rendimentos.

O ministro da Defesa, que se fez acompanhar dos governadores de Benguela e do Zaire, respectivamente, Armando da Cruz Neto e Pedro Sebastião, pediu aos beneficiários das residências para preservarem o património habitacional. Cândido Van-Dúnem, que inaugurou igualmente um hotel na Restinga, Lobito, afecto à Caixa de Segurança Social das Forças Armadas Angolanas, visitou o parque da Aerovia, para se inteirar do seu funcionamento e suas capacidades, tendo em conta a sua contribuição ao processo de reconstrução e desenvolvimento do país.
Delegados provinciais da Caixa de Segurança Social das Forças Armadas Angolanas no Bengo, Lunda-Sul e Uíge foram empossados sábado, na cidade do Lobito, em cerimónia orientada pelo ministro da Defesa. Trata-se dos brigadeiros Paulo de Azevedo Certeza, Eduardo Camigi e Teka Miguel Paulo Alexandre, empossados como delegados nas províncias do Bengo, Lunda-Sul e Uíge, respectivamente. Cândido Van-Dúnem enalteceu os empossados a trabalhar em prol dos assistidos.

Fonte: JA

DEIXE UMA RESPOSTA