Ler Agora:
Maquis e Arredores – Memórias do jornalismo que acompanhou a luta de libertação nacional” – por Siona Casimiro
Artigo completo 1 minutos de leitura

Maquis e Arredores – Memórias do jornalismo que acompanhou a luta de libertação nacional” – por Siona Casimiro

Capa do livro de Siona Casimiro "Maquis e Arredores - Memórias do jornalismo que acompanhou a luta de libertação nacional"

A obra literária “Maquis e Arredores – Memórias do jornalismo que acompanhou a luta de libertação nacional” foi lançada nesta quarta-feira, na União dos Escritores Angolanos, em Luanda.

O livro da autoria do jornalista Siona Casimiro contém publicações de factos e histórias que marcaram a luta armada no período de 1961 a 1975 escritos por profissionais como André Massaki, Sam Luval, Ernesto Dimbu e Jean Jacques Mavatiku, entre outros.

O livro de 305 páginas teve uma tiragem de dois mil exemplares e foi editada pela Mayamba Editora.

O livro “Maquis e Arredores” acompanhou a luta de libertação nacional. Em “Maquis e Arredores” o autor não fala sózinho, é acompanhado por sete célebres penas angolanas.

O livro oferece artigos escritos no passado colonial, na corrida à liberdade, no exílio. Muitos vão descobri-los agora, o passado não vivido.

 

Por Pedro Dias | Luanda

Fonte: VOA

Foto: Siona Casimiro Júnior

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos com são obrigatórios *

Input your search keywords and press Enter.
Translate »