Luanda: Oito jovens presos durante manifestação

Praça da Independência, em Luanda
Praça da Independência, em Luanda

A polícia nacional vedou, esta tarde, o acesso à Praça da Independência, na sequência de tumultos registados que envolveram jovens manifestantes que se concentraram no local público.

O local registava uma presença incomum de efectivos da polícia,  que se fazia acompanhar de cães e demais meios.

Pelo menos oito jovens são reportados como estando detidos numa das unidades policiais da Vila Alice. A Voz da América não pode verificar a veracidade dos números.

Testemunhas que presenciaram os acontecimentos disseram que o movimento experimentou as primeiras dificuldades  logo no Cemitério da Santa Ana, ponto de concentração, onde homens à civil, carregando paus e outros meios, tentaram  dispersá-los.

Segundo Mário Domingos, da organização,  a  polícia confrontou os organizadores, já  na Praça da Independência, dizendo que era nula a comunicação do governo provincial, supostamente autorizando a manifestação.

Manuel Augusto, repórter da Rádio Ecclésia, foi arrastado pelas forças policiais e disse ter sido verbalmente agredido. Perante recorrentes detenções de jornalistas, perguntei  a Teixeira Cândido, do Sindicato dos Jornalistas, se se tratava de incompreensão acerca da natureza do trabalho dos profissionais dos media, ou se tratou de excesso de zelo por parte da corporação? “As duas coisas,” respondeu o sindicalista

Os jovens organizadores dizem-se defraudados com o discurso do presidente da República sobre o Estado da Nação e não vão desistir, devendo levar a cabo, nos próximos dias,  mais iniciativas, sobretudo ao nível dos bairros da capital.

 

Por Alexandre Neto | Luanda

Fonte: VOA

Foto: Alexandre Neto / VOA

DEIXE UMA RESPOSTA