Jovens concluíram cursos profissionais

A formação académica dos jovens deve ser associada à prática técnica e profissional
A formação académica dos jovens deve ser associada à prática técnica e profissional

O Centro de Formação Polivalente São João Calabria lançou no mercado 200 jovens que terminaram no sábado, na cidade do Uíge, um ciclo de formação nas especialidades de electricidade, informática, economia doméstica e canalização.  Durante nove meses, os novos profissionais tiveram aulas práticas.  O director do Centro Polivalente São João Calabria, Miguel Cachequele, disse que a formação em todos os domínios constitui a base para o desenvolvimento da província e do país.
Miguel Cachequele referiu que para um desenvolvimento rápido e adequado do país, é indispensável investir na formação da juventude, nas diversas áreas, uma vez que ela representa a força motriz para o desenvolvimento de qualquer sociedade.  “A formação profissional e académica constitui a fusão de experiências que o homem deve possuir, para contribuir condignamente no desenvolvimento da província e do país”, afirmou.
O director do Centro Polivalente, fundado em 2001, já lançou no mercado do emprego 3.500 jovens profissionais de ambos os sexos. Dada a sua importância social, o director do centro pediu ao Governo Provincial e aos empresários locais para prestarem apoio material à instituição.
Convidada a encerrar o curso, a directora provincial da Educação no Uíge, Ermelinda Samuel, pediu aos novos profissionais para demonstrarem na prática os conhecimentos adquiridos, uma vez que o país necessita do contributo de todos para o seu rápido e equilibrado desenvolvimento.
“É necessário e indispensável que os cidadãos optem pela formação de forma integral e harmoniosa, visto que para além do processo de ensino académico, a experiência profissional contribui para o progresso das sociedades”, afirmou Ermelinda Samuel.

 

Fonte: Jornal de Angola

Fotografia: Jornal de Angola

DEIXE UMA RESPOSTA