Informatização dos consulados fundamental para melhoria dos serviços

Fachada principal do edifício do Ministério das Relações Exteriores.
Fachada principal do edifício do Ministério das Relações Exteriores.

Lisboa  – Os participantes do 1º seminário sobre Aplicação do Sistema Integrado de Informação Global, reconheceram quarta-feira, em Lisboa (Portugal), a importância da informatização dos serviços consulares da República de Angola

Esta importância foi reconhecida por cônsules  e chefes de sectores consulares ao longo da cerimónia de encerramento do seminário promovido pelo Ministério das Relações Exteriores, (MIREX) em parceria com a empresa Step Ahead.

Para Mário Azevedo Constantino, director dos Assuntos Jurídicos, Tratados e Contencioso do MIREX, “nos dias de hoje, toda instituição necessita ser informatizada com vista a enfrentar os novos desafios e acompanhar as tecnologias”.

“A informatização, optimização e uniformização dos processos e arquivos, formação de quadros e a necessidade de dotar os consulados de boas práticas constituem igualmente objectivos deste seminário” -, disse.

Já o director do Instituto das Comunidades Angolanas no Exterior e Serviços Consulares, Francisco Correia, defendeu a necessidade de maior articulação entre os serviços externos e o órgão central que dirige.

O seminário que contou com a participação dos embaixadores extraordinários e plenipotenciários de Angola na Rússia e Alemanha, Joaquim Augusto de Lemos e Alberto Correia Neto, respectivamente, surgiu da necessidade de modernização e adequação dos serviços consulares do MIREX aos desafios que se apresentam à diplomacia angolana.

Entre esses desafios,  é citada a implementação do sistema integrado de gestão de processos, visando a melhoria, entre outros aspectos, da gestão de expediente, dos tratados e convenções internacionais, do arquivo, captura e integração, do repositório documental e da produção documental.

Os trabalhos foram orientados pelo secretário de Estado para Organização Administrativa, Rui Mangueira, e participaram nele, o director do Instituto das Comunidades Angolanas no Exterior e Serviços Consulares, Francisco Correia, a cônsul- geral de Angola em Lisboa, Cecília Baptista, a anfitriã e o presidente do Conselho de Administração da Step Ahead Consulting, Paulo Guerra.

Participaram igualmente, os chefes de postos consulares e dos sectores consulares das embaixadas angolanas na Europa, assim como o cônsul-geral no Dubai, Júlio Maiato, os responsáveis pelos sectores consulares das embaixadas de Angola na Argélia, Tunísia, Egipto, Marrocos, Emiratos Árabes Unidos, Israel, Guiné-Bissau, Guiné Conakri e Cabo Verde.

O MIREX e a empresa Step Ahead Consulting estabeleceram um protocolo de intenções para a implementação do Sistema Integrado de Gestão de Processos, que já é aplicado nos postos consulares de Lisboa, Porto, Faro, Frankfurt e Londres.

Durante o seminário, os participantes visitaram as instalações do Consulado Geral de Angola em Lisboa com o fito de se inteirarem da sua organização e funcionamento.

Fonte: Angop

Foto: Angop

DEIXE UMA RESPOSTA