Ler Agora:
Greve geral em Portugal faz TAP cancelar voos
Artigo completo 2 minutos de leitura

Greve geral em Portugal faz TAP cancelar voos

Aeronaves da companhia aérea portuguesa TAP.

A greve geral prevista amanhã em Portugal fez a companhia aérea TAP cancelar os vôos que partem do Brasil. Pelo menos 50 mil passageiros da empresa não conseguirão embarcar nessa quinta-feira.

Uma greve geral contra as medidas de austeridade do governo português nesta quinta-feira deve paralisar os serviços públicos, especialmente educação e saúde, e o setor de transportes. Convocados pelas principais centrais sindicais, os controladores de voo foram uma das primeiras categorias a aderir ao movimento. “Devido à greve geral em Portugal no dia 24 de novembro, e tendo em conta que o controle de tráfego aéreo apenas assegura a realização dos voos definidos nos serviços mínimos, a TAP informa que será forçada a cancelar os voos desse dia”, diz em comunicado a empresa.

A TAP pede que os passageiros dos voos marcados a partir das 22h00 do dia 23 e no dia 24 de novembro entrem em contato com a companhia ou com o agente de viagens para alterar os voos para datas fora do período de greve. A empresa aérea portuguesa possui mais de 70 frequências semanais entre o Brasil, Europa e África, servindo as cidades de Belo Horizonte, Brasília, Campinas, Fortaleza, Natal, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo.

Manifesto

O ex-presidente português Mário Soares escreveu um manifesto, endossado por outros políticos socialistas, no qual defende a greve de amanhã. “Não podemos assistir impávidos à escalada da anarquia financeira internacional e ao desmantelamento dos estados que colocam em causa a sobrevivência da União Europeia”, escreveu.

Há duas semanas, funcionários públicos portugueses organizaram um protesto contra o corte médio de 5% dos salários neste ano, a supressão dos abonos salariais de férias e de Natal e a alteração das regras para a aposentadoria. Ao apertar os cintos para respeitar os acordos acertados com a União Europeia e com o Fundo Monetário Internacional, o governo portugês provoca uma recessão. Segundo estimativas oficiais, o PIB (Produto Interno Bruto) do país deve cair 3% neste ano e a taxa de desemprego chegará a 13,4%.

 

Fonte: RFI

Foto: Divulgação

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos com são obrigatórios *

Input your search keywords and press Enter.
Translate »