Festival Internacional de Cinema no “cenário” de Luanda

Director do Instituto Angolano de Cinema acompanhou os debates Fotografia: João Gomes
Director do Instituto Angolano de Cinema acompanhou os debates Fotografia: João Gomes

Exibição de filmes, formação de actores e mostra de máquinas que dão vida às imagens cinematográficas emprestaram outro cenário a Luanda. A realizadora angolana Pocas Pacoal teve a honra de abrir a quarta edição do Festival Internacional de Cinema (FIC2011). Jon Siskel e Anayansi Prado cineastas norte americanos apresentaram os filmes “Mais Ruidoso que uma Bomba” e “Crianças em Terra de Ninguém”. Durante a semana que findou na quinta-feira, muitas outras películas foram exibidas. As sessões decorreram no Cine Atlântico das 15h00 às 21h00, e no Instituto Camões, das 17h00 às 21h00 horas.   Entre outras realizações, o Festival Internacional de Cinema teve música ao vivo e  serviu para os realizadores, produtores, actores e amantes da sétima arte conviverem e partilharem experiências e vivências. Os aspirantes a actores também sentiram-se motivados.

 

Fonte: JA

DEIXE UMA RESPOSTA