Facebook pretende dar mais controlo sobre a privacidade

O Facebook irá submeter-se a inspecções independentes e antes de mudar qualquer política de privacidade terá de obter autorização dos utilizadores. Esta informação é avançada pelo Wall Street Journal, que indica que o Facebook está em negociações com as autoridades norte-americanas para que o Facebook esteja sob vigilância da Comissão Federal do Comércio, durante 20 anos, às mudanças das políticas de privacidade.
Esta situação deve-se quando, em 2009, o Facebook alterou a sua política de privacidade, permitindo que alguns dos elementos do perfil de cada utilizador, como o nome, fotografia, sexo e amigos, estivesse público por defeito, levando a uma queixa por parte de utilizadores a este órgão.

Com este acordo e com a vigilância da Comissão, o objectivo é que este tipo de situação não volte a acontecer, sendo que sempre que haja alterações “importantes” à política de privacidade, o mesmo tenha de ser autorizado pelos utilizadores, que são mais de 700 milhões.
Já não é a primeira vez que o Facebook tem problemas e queixas, deixo aqui 3 artigos sobre antigas mudanças de privacidade

DEIXE UMA RESPOSTA